Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A Costa Rica é o país mais feliz do mundo. Quem o diz é o Happy Planet Index (HPI), que revelou a lista dos 151 países mais felizes do mundo: conseguem oferecer aos seus habitantes uma vida mais longa, mais feliz e mais sustentável. Apesar do clima de eleição e da longevidade dos portugueses – entre 2.000 a 3.000 horas de sol por ano e uma esperança média de vida de 81 anos (homens) e 84 anos (mulheres) – Portugal surge apenas na 97ª posição do ranking, atrás de países como a Etiópia, o Turcomenistão e a Namíbia.

Os critérios de seleção destes países basearam-se na expectativa de vida, no bem-estar prolongado e na pegada ecológica deixada pelos cidadãos que neles habitam.

Curiosamente nenhum dos países da Europa ou os Estados Unidos ocupam os 10 primeiros lugares nesta lista e só a Albânia surge no top-20. Na verdade, são a América Latina e a Central as regiões melhor representadas no ranking. Todavia, mais surpreendente ainda é o Vietname surgir em segundo lugar, apenas ultrapassado pela Costa Rica.

Os costa-riquenhos, que há 66 anos substituíram os tanques e as metralhadoras por escolas – aboliram o exército e transformaram os quartéis em centros culturais – repetem, assim, o título de povo mais feliz do mundo, muito graças à elevada esperança média de vida (79,3 anos) e ao alto índice de bem-estar.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR