O presidente da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), Miguel Frasquilho, afirmou este domingo que 2015 será “um ano positivo para as exportações”, destacando o contributo do setor do calçado, que disse ser um “excelente exemplo”.

Miguel Frasquilho esteve na MICAM, em Milão (Itália), integrando a comitiva do vice-primeiro-ministro, Paulo Portas, que visitou a delegação de empresas portuguesas presentes na maior feira de calçado do mundo.

Em declarações à agência Lusa, o presidente da AICEP destacou o facto de os últimos meses de 2014 terem sido muito favoráveis em termos de exportações nacionais e deixou perspetivas positivas para este ano.

“Para muito contribuirá o setor do calçado. É um excelente exemplo, que está a fazer escola, de resto, nos outros setores também”, enfatizou.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Miguel Frasquilho assinalou que, ao falar com os empresários na feira de calçado sobre a quota da produção para exportação, geralmente estes afirmaram que “é superior a 98%”.

“Nós temos um mercado interno que é bastante limitado, portanto o nosso mercado tem que ser o mundo e o calçado, nesse particular, é um excelente exemplo”, sublinhou.

Sobre os números das exportações portuguesas de 2014, o presidente da AICEP enfatizou que “sobretudo o último mês foi bastante forte”.

“Pensamos que, no conjunto do ano, as exportações de bens e serviços em termos reais terão evoluído acima de 3%, mais ou menos em linha com o que estava previsto e temos a expectativa de que para este ano possa haver um crescimento maior porque não só as empresas portuguesas estão cada vez mais internacionalizadas como as expectativas para a economia global são também mais positivas do que em 2014”, justificou.