Rádio Observador

Futuro da Grécia

Grécia já pagou a tranche de 448 milhões ao FMI esta quinta-feira

107

O governo grego garante que já pagou ao FMI os 448 milhões de euros que venciam esta quinta-feira, tal como Varoufakis tinha prometido à diretora-geral do Fundo, Christina Lagarde.

ORESTIS PANAGIOTOU/EPA

Um dia depois do encontro de Alexis Tsipras e Vladimir Putin em Moscovo, que resultou num plano de ação para dois anos, mas sem ajuda financeira concreta, o governo grego garante que pagou esta quinta-feira ao Fundo Monetário Internacional (FMI) uma tranche do empréstimo no valor de 448 milhões de euros. O FMI ainda não confirmou.

O pagamento terá acontecido esta quinta-feira, tal como o ministro das Finanças grego, Yanis Varoufakis tinha prometido à diretora-geral do FMI, Christine Lagarde no início da semana. Agora, de acordo com a Bloomberg, a Grécia já terá cumprido com o acordado. O FMI ainda não confirmou.

Além do pagamento ao Fundo, a Grécia tem um calendário apertado até ao final do mês. Varoufakis até disse que tinha dinheiro nos cofres para poder pagar pensões e salários nos próximos dias, mas tem ainda alguns reembolsos de dívida a fazer.

De acordo com o Telegraph, vai ser assim o mês de abril para Tsipras e Yanis Varoufakis, o ministro das Finanças grego:

  • A 14 de abril, cinco dias depois do pagamento ao FMI, Tsipras tem de assegurar o pagamento de salários aos funcionários públicos e pensões que se estima chegarem aos 1,7 mil milhões de euros;
  • No mesmo dia, tem um reembolso de 1,4 mil milhões em bilhetes do tesouro de seis meses. Este reembolso terá ficado assegurado quando esta quarta-feira, a Grécia conseguiu renovar dívida ao fazer leilões de bilhetes do tesouro a sei meses de mais de 1.138 mil milhões a pagar juros de quase 3%;
  • No dia 17 de abril, novo reembolso de bilhetes de tesouro (estes a três meses) no valor de mil milhões e ainda 194 milhões de euros no pagamento de juros a credores privados;
  • No dia 20 de abril, a Grécia tem de pagar 80 milhões de euros de juros ao Banco Central Europeu;
  • No dia 1 de maio, apesar de ser dia do trabalhador, a Grécia ficou de pagar 200 milhões de euros pelo empréstimo ao FMI.

No calendário político, além do Eurogrupo de dia 24, o governo grego tem ainda nota da reunião do conselho de governadores do BCE a 15 de abril para rever a ajuda pela linha de emergência europeia, ELA, Emergency Liquidity Assistance.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)