Norte

O álbum de estreia já tem um ano, mas instrumentais assim vivem muito tempo, como já escrevemos no passado. Os Sensible Soccers são quatro portugueses de Vila do conde, São João da Madeira e Coimbra, mas partem em direção ao norte para uma atuação no Teatro de Vila Real, este sábado, às 22h00. Os bilhetes custam sete euros.

Foi há 10 anos que a Casa da Música abriu as portas e os motivos para celebrar são muitos. As comemorações começaram esta quinta-feira, mas a música começou esta sexta-feira com um concerto de órgão nos Clérigos e termina domingo com a Orquestra Jazz de Matosinhos com Kurt Rosenwinkel. Um dos destaques acontece no sábado à noite, com mais uma edição NOS Club, desta vez com Tricky como atração principal. Venham mais 10.

Depois de ter estado em Lisboa, a Festa do Cinema Italiano chegou ao Porto esta quinta-feira. Até domingo, a Casa das Artes vai receber muitos e variados filmes, entre os quais o vencedor do prémio do júri desta edição, “Almas Negras”, sexta-feira, às 21h30, uma viagem ao mundo da ”ndrangheta, uma das organizações mafiosas mais poderosas do mundo. Os mais novos não ficam de fora. Domingo, às 11h00, “Topo Gigio” dá o mote para um laboratório infantil dedicado a crianças entre os três e os seis anos, com excertos de filmes e atividades didáticas. Os bilhetes norais custam 3,50 euros.

anime-nere

“Almas Negras” venceu o prémio do júri da Festa do Cinema Italiano, que chega agora ao Porto. ©D.R.

al mada nada“, criação de Ricardo Pais, está em cena no Teatro Nacional São João, no Porto, a partir deste sábado, em homenagem a Almada Negreiros e ao centenário da revista Orpheu. O espetáculo aborda excertos de “Saltimbancos” (1916), “A Conferência n.º 1” (1920), “A Invenção do Dia Claro” (1921), bem como textos publicados por Almada na revista Orpheu. A peça une a literatura à dança e à música, num espetáculo que pode ser visto sexta e sábado às 21h00 e domingo às 16h00, com bilhetes entre os 7,50 e os 16 euros.
Mas há mais. No domingo, as crianças entre os seis e 12 anos são convidadas a aprender um pouco mais sobre Almada Negreiros enquanto os pais assistem à peça. A partir das 15h30, Maria de La Salette Moreira orienta uma oficina criativa cuja inscrição tem um custo de cinco euros por criança (2,5 euros pela participação de uma segunda criança).

O projeto Locomotiva tem na manga mais uma ideia imperdível. “Jazz ao Bento” vai levar concertos gratuitos ao renovado Largo da Estação e à estação de São Bento, em parceria com a Porta-Jazz, a associação de músicos de jazz no Porto. O programa está todo aqui.

Centro

No Teatro Aveirense vai acontecer um roubo. A culpa é de Luís Franco-Bastos, que apresenta ao público “Roubo de Identidade”, espetáculo de stand-up comedy de um humorista pouco importado com o politicamente correto. O espetáculo acontece no sábado, às 21h30, e os bilhetes custam 12 euros.

Há um importante encontro com livros e escritores, esta sexta-feira e sábado. O Fronteira – Festival Literário de Castelo Branco está de volta, com a presença de nomes como João Tordo, Bruno Vieira Amaral, Pedro Vieira, Francisco José Viegas, Catarina Correia Marques, João de Melo e Valter Hugo Mãe. As atividades incluem sessões nas escolas, sessões de debates e até uma oficina de ilustração, e vão ter lugar na Biblioteca Municipal, Cineteatro Avenida, Centro Cultural de Alcains, Museu Cargaleiro e auditório da Escola Superior de Educação.

cropped-Gisela-Joao_05

Gisela João vai cantar em Torres Novas, este sábado. © André Correia

Reserve a manhã de sábado para assistir ao espetáculo para bebés “Lá Fora“, no Teatro Viriato, em Viseu. Inspirada no universo do poeta, músico e autor de livros para crianças Shel Silverstein, a performance tem a duração de 30 minutos e é descrita como uma oportunidade para explorar os sentidos dos mais pequenos. A lotação é de 20 bebés (dos seis meses aos três anos) e 20 adultos. Os bilhetes custam três euros.

A fadista Gisela João vai cantar no Teatro Virgínia, em Torres Novas, este sábado à noite. Apenas um álbum, homónimo, lançado em 2013, bastou para conquistar público, crítica e prémios como o Prémio Amália. O segundo disco já está a ser pensado e é possível que Gisela João desvende alguns dos novos temas. Os bilhetes custam 15 euros.

Sul

O LisbonWeek está de volta e, desta vez, vai esmiuçar o Bairro de Alvalade durante 10 dias, a partir desta sexta-feira. Visitas guiadas a pé e de autocarro, exposições e uma peça de teatro no Hospital Júlio de Matos e uma regata de barcos a remos no lago do Jardim do Campo Grande são as principais atrações do evento.

De volta está também o FESTin e, com ele, o cinema lusófono. Ao todo há para ver 90 filmes, entre longas e curtas-metragens, provenientes de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e Portugal. Um deles (secção de competição) é “Alemão”, filme brasileiro de José Eduardo Belmonte sobre a entrada da polícia no Complexo do Alemão, em 2007, com interpretações de atores como Cauã Reymond e António Fagundes. Os bilhetes normais custam três euros.

doce-passaro-da-juventude-Jorge-Goncalves

Maria João Luís e Rúben Gomes protagonizam “Doce Pássaro da Juventude”. ©Jorge Gonçalves

O “Doce Pássaro da Juventude“, de Tennessee Williams, estreia esta sexta-feira no Teatro S. Luiz, às 21h00. A nova encenação de Jorge Silva Melo ajuda a contar a história de uma atriz em fase decadente, anestesiada para se esquecer do passado glorioso e dos doces anos da sua juventude. Para ver de quarta a sábado às 21h00 e aos domingos às 17h30, com bilhetes entre os 12 e os 15 euros.

Depois de oito anos e 30 viagens por lugares escondidos, Sebastião Salgado, um dos maiores fotógrafos documentais do mundo, mostra na Cordoaria Nacional, em Lisboa, a exposição “Génesis“. Ao todo há 245 imagens de tribos indígenas, animais e paisagens de alguns do lugares mais bem guardados do planeta. Todas a preto e branco, para não distrair a mente. A exposição pode ser vista de domingo a quinta-feira das 10h00 às 19h00, sextas e sábados até às 21h00. Os bilhetes custam cinco euros, sujeitos a descontos.

A próxima Black Balloon na discoteca lisboeta Lux acontece esta sexta-feira e, desta vez, a combinação improvável vai dar-se com os portugueses Capitão Fausto a tocarem as canções de Syd Barrett. O homem que começou nos Pink Floyd, mas que foi mais tarde substituído por David Gilmour, foi a inspiração para a música “Shine On You Crazy Diamond”. Para além deste momento único, o público vai poder ver e ouvir também os Cave Story e dançar ao som de alguns DJs. A entrada custa 12 euros.

Até dia 19 de abril, os produtos do mar são celebrados no Peixe em Lisboa, o maior festival gastronómico da cidade e um dos maiores do país. Apesar de um interessante mercado a decorrer em paralelo e de sessões de showcooking com alguns dos melhores chefs do mundo (tudo no Terreiro do Paço), a parte que mais interessa ao comum dos visitantes é, naturalmente, aquela em que estes podem reconfortar os respetivos estômagos. Para que não se perca, o Observador reuniu 20 pratos que deve provar.

jose-avillez-gambas-do-algarve-paulo-barata_770x433_acf_cropped

Um dos pratos a não perder no “Peixe em Lisboa”. ©Paulo Barata / Guerrilla Food Phot

Ao Teatro D. Maria II chega “O Fim das Possibilidades”, de Jean-Pierre Sarrazac, encenada por Fernando Mora Ramos e Nuno Carinhas, baseada no texto de Jean-Pierre Sarrazac. As interpretações são de Alberto Magassela, Alexandre Calçada, Carlos Borges, Catarina Lacerda, Fernando Mora Ramos, Ivo Alexandre, Joana Carvalho, José Carlos Faria, Lígia Roque, Maria Quintelas, Paulo Calatré e Paulo Moura Lopes. Para ver sexta e sábado às 21h00 e domingo às 16h00, com bilhetes a partir dos cinco euros.

A alegria dos Deolinda chega este sábado ao Fórum Luísa Todi, em Setúbal. Palavras para quê, são um dos grupos de maior sucesso da atualidade. O terceiro álbum de originais, Mundo Pequenino, vai ser o principal destaque do concerto e, para ouvir ao vivo a voz de Ana Bacalhau, basta levar na carteira entre 14 a 17,50 euros.

Fazendo um desvio para o interior, os portugueses Brass Wires Orchestra vão dar um concerto no Centro de Artes do Espetáculo de Portalegre, sábado às 22h00. Com o disco de estreia, Cornerstone, lançado no ano passado, mostraram à vontade no folk rock. Conferir o seu talento ao vivo custa sete euros.

O Festival Internacional de Dança Contemporânea já começou no Alentejo. Este sábado, às 21h30, é possível ver “Salomè, ha perso il lume”, de Costanza Givone, no Centro Cultural do Redondo, em Évora. A entrada é gratuita.