Uma receita com 54 anos. Foi no final de 1961 que a minha mãe a apontou no caderno das aulas de culinária da Obra das Mães, organização estatal da altura destinada a “preparar melhor as gerações femininas para os seus futuros deveres maternais, domésticos e sociais”.

De todas as receitas que já experimentei vindas deste tesouro caligrafado, talvez esta tenha sido a mais surpreendente.

O nome original é Delícia de Castanha, mas chamar-lhe gelado, apesar da sua confeção suis generis, remete de forma mais direta para a essência da sobremesa: um creme gelado aveludado, com o sabor único da castanha, esse fruto tão nosso que vai ser protagonista em muitas mesas este outono.

Como este ano o São Martinho não deixou que São Pedro lhe roubasse o verão, castanhas geladas em vez de assadas parece-me a variação perfeita.

gelado_castanha_mix3

Gelado de castanha com molho de chocolate e café

250 g de miolo de castanha (frescas ou congeladas: se usar frescas é preciso cerca de 500 g para obter 250 g de miolo)
230 g de açúcar
200 g de manteiga sem sal à temperatura ambiente
6 gemas à temperatura ambiente
Leite 1/2 gordo qb
150 g de chocolate de culinária
75 ml de café expresso
75 ml de água
Nozes picadas para decorar

Cozer as castanhas, cobrindo-as com leite, até estarem bem macias. Se usar castanhas frescas, retire-lhes um pouco de casca e pele com uma faca antes de levar a cozer, para não rebentarem.
Após a cozedura, reservar o leite que sobrar (e retirar as cascas e as peles no caso de estar a usar castanhas frescas).
Triturar bem as castanhas juntamente com o leite da cozedura (este deve ser apenas o suficiente para ligar o puré de castanha: se achar que sobrou muito leite vá juntando aos poucos enquanto tritura; se achar que sobrou pouco, junte mais leite).
Juntar ao puré de castanha as gemas previamente desfeitas, o açúcar e a manteiga. Mexer bem e bater com a batedeira elétrica cerca de 20 minutos numa velocidade média-alta.
Se tiver um robô de cozinha tipo Bimby, programe 10 minutos, com a borboleta, na velocidade 3.5 ou 4.
Tem de se obter um preparado muito uniforme, brilhante e cremoso e com um tom acastanhado.
Verter para uma caixa de plástico ou de vidro com tampa e levar ao congelador idealmente 24 horas antes de servir.

Para o molho:
Levar ao lume em banho-maria (ou então usar o micro-ondas), o chocolate partido em pedaços com a água e o café frio ou morno. Não mexer até o chocolate estar derretido. Assim que estiver, retirar do lume e mexer bem com um batedor de varas. Está pronto a servir.

Para servir:
Retirar com antecedência do congelador (15-30 minutos, dependendo do tempo de congelação e da temperatura ambiente) e, com uma colher de gelado, retirar a dose pretendida para uma taça; verter um bom fio do molho de chocolate e terminar com nozes picadas.

Nota: Também se pode levar a congelar numa forma tipo ‘bolo inglês’ forrada com película aderente; quando for servir, retire com alguma antecedência do congelador, desenforme para um prato e sirva com o molho e as nozes à parte.

Teresa Rebelo é autora do blogue Lume Brando.