Matthias Fekl, membro do executivo de Paris e representante de França nas negociações que decorrem desde segunda-feira em Nova Iorque, disse hoje à estação de televisão RTL que não acredita na assinatura de um acordo antes do final do ano.

Fekl acrescentou que não há qualquer “frenesi, nem por parte da França ou da União Europeia, em assinar um acordo a qualquer preço”.

A décima terceira ronda de negociações entre União Europeia e os Estados Unidos sobre o Transatlantic Trade and Investments Partnership (TTIP, na sigla em inglês) começou na segunda-feira em Nova Iorque e deve prolongar-se até sexta-feira, altura em que deve ser feita uma declaração pública sobre as reuniões que discutem a possibilidade de criação do maior tratado comercial do mundo.

Os encontros sobre tratado transatlântico sobre livre comércio e investimento decorrem à porta fechada mas ocorrem numa altura em que os protestos contra o eventual acordo nunca foram tão fortes.

Durante o fim de semana, dezenas de milhares de pessoas manifestaram-se contra o TTIP durante a visita do Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, à Alemanha.

Nos Estados Unidos aumenta também a pressão contra o tratado, com a maior parte dos candidatos à Casa Branca a expressarem receios sobre o acordo com a União Europeia.