António Costa

Costa responde a Schäuble: “Os alemães que nos conhecem confiam em Portugal”

407

O primeiro-ministro português aproveitou uma visita às instalações da Continental (marca alemã) para criticar os especuladores e responder, aparentemente e de forma indireta, a Wolfgang Schäuble.

"Mais que previsões ou especulações, o que Portugal precisa é de investimentos concretos como este"

ETIENNE LAURENT/POOL/EPA

Um dia depois de Wolfgang Schäuble ter dito que Portugal podia precisar de um segundo resgate caso não cumprisse as regras orçamentais, António Costa faz uma afirmação curiosa. “Os alemães que nos conhecem confiam e investem em Portugal”. Resposta indireta do primeiro-ministro português ao ministro das Finanças alemão? Tudo parece apontar nesse sentido.

No Twitter, e depois de esta quinta-feira ter visitado as instalações da Continental (marca alemã), em Vila Nova de Famalicão, António Costa aproveitou para assinalar a assinatura de dois contratos com a empresa, que preveem um investimento de 50 milhões de euros e a criação de mais 125 postos de trabalho. “Mais que previsões ou especulações, o que Portugal precisa é de investimentos concretos como este. É um grande investimento. Queremos mais”, pode ler-se na conta oficial do primeiro-ministro.

Antes, António Costa tinha aproveitado a visita às instalações da Continental para sublinhar a urgência que o país tem de relançar o investimento. “[Portugal] tem de recuperar o tempo que perdeu com o relançamento do quadro comunitário” porque “não pode deixar para os penáltis nem para o prolongamento”, afirmou o primeiro-ministro, de acordo com a Agência Lusa.

Na quarta-feira, António Costa escusou-se a comentar as declarações do ministro das Finanças alemão. Acabou por ser Marcelo Rebelo de Sousa a pronunciar-se sobre a questão, desvalorizando as palavras de Schäuble — o Presidente da República descreveu-as “pressão política”.

Do lado do socialista, foram várias as vozes que se levantaram contra o governante alemão. A resposta oficial do PS veio de Carlos César, presidente socialista, que acusou Schäuble de “arrogância persistente”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Crónica

Portugal, país-slime /premium

Helena Matos
789

Estão a ver aquela massa viscosa com que as crianças se entretêm? O slime, claro. Portugal está a tornar-se num país-slime, onde os valores são moldados a gosto e a responsabilidade não  existe.

TAP

A vaca voadora de António Costa é a TAP /premium

Tiago Dores
1.841

O Estado colocou gestores na TAP para que a TAP faça a gestão que bem entender borrifando-se para esse gestores que não gerem coisa nenhuma. É a segunda lição de qualquer Manual de Gestão para Totós.

Política

A direita em crise?

Luiz Cabral de Moncada

A perda de terreno eleitoral pela direita só significa que a esquerda assimilou o que aquela de melhor tem, o liberalismo económico e social. Está em crise? Não, já ganhou no terreno das ideias.

Política

Eleições à vista

José Couceiro da Costa

Hoje, com a velocidade da informação, o que releva são as causas, tão voláteis como as opiniões da sociedade civil. O modus operandi da política do séc. XX está morto. A ordem natural está invertida.

Jovens

É desta que fazemos valer a nossa geração?

Teresa Cunha Pinto

Esta geração vive com a barriga cheia de uma grande ilusão. De que é a geração mais informada, mais qualificada, mais viajada. É pura ilusão porque em nada se concretiza e materializa. 

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)