O líder do PSD estimou esta quinta-feira que o plano de recapitalização da Caixa Geral de Depósitos poderá não vir a necessitar nem de metade dos cinco mil milhões de euros que são falados na comunicação social.

“A minha perspetiva, com o conhecimento que tenho, é que a Caixa não precisa de 5 mil milhões de euros e, porventura, não precisará de metade disso para cumprir a sua missão. É a minha opinião, mas hoje não sou primeiro-ministro”, afirmou o presidente social-democrata, Pedro Passos Coelho, remetendo uma resposta concreta para o atual chefe do Governo e o ministro das Finanças.

Passos Coelho, que falava durante um almoço com empresários promovido pelo Internacional Club of Portugal, renovou os apelos para que o executivo socialista esclareça o que pretende fazer com a recapitalização do banco público, porque a indefinição fragiliza a instituição e mesmo a posição de todos os outros bancos.