Rádio Observador

Feriados

Marcelo e Costa juntos no primeiro Dia da Restauração depois da reposição do feriado

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o primeiro-ministro, António Costa, discursam na quinta-feira na comemoração oficial do Dia da Restauração, depois do feriado ser reposto.

ANDRÉ KOSTERS/LUSA

A cerimónia presidida por Marcelo Rebelo de Sousa tem início às 10h00 na Praça dos Restauradores, em Lisboa, e é promovida e organizada pela Sociedade Histórica da Independência de Portugal, o Movimento 1.º Dezembro de 1640 e a Câmara de Lisboa.

A última intervenção da cerimónia cabe ao Presidente da República, antecedida pelos discursos do primeiro-ministro, do presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, do coordenador-geral do Movimento 1.º de Dezembro de 1640, José Ribeiro e Castro, e do presidente da Sociedade Histórica da Independência de Portugal, José Alarcão Troni.

A cerimónia central das comemorações do 1.º Dezembro termina com a deposição de coroas de flores de homenagem aos heróis da Restauração.

Em comunicado, o Movimento 1.º de Dezembro salienta o orgulho no “trabalho que desenvolveu para a restauração do feriado eliminado em 2012” e “renova o agradecimento ao Governo, à Assembleia da República e ao Presidente da República por terem proposto, aprovado e promulgado a lei que repôs, em 2016, o 1º de Dezembro”.

O 1.º de Dezembro foi um dos quatro feriados suprimidos a partir de 2013 pelo Governo PSD/CDS-PP, entretanto repostos este ano pelo Governo socialista de António Costa.

Para lá da cerimónia presidida pelo chefe de Estado, da agenda da manhã das comemorações destaca-se o Hastear das Bandeiras no Palácio da Independência, às 09h30, e a Missa de Ação de Graças, na Igreja de São Domingos, às 12h00.

O Movimento 1.º de Dezembro refere ainda que às 1h00 — e “se as condições meteorológicas assim o permitirem” — realiza-se o quinto Desfile Nacional de Bandas Filarmónicas 1.º de Dezembro, na Avenida da Liberdade e Praça dos Restauradores, na qual participam 35 bandas e grupos de todo o país, num total de 1700 músicos.

Do calendário das comemorações faz ainda parte a conferência “O Palácio da Independência”, marcada para as 17h00 no Salão Nobre do Palácio da Independência. Para as 19h00, no Teatro da Trindade, em Lisboa, está marcado o Concerto de Portugal, da Restauração e da Independência Nacional pela Banda da Armada.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)