O secretário de Estado da Saúde revelou esta sexta-feira, em Lisboa, que o centro de controlo de faturas já enviou este ano 39 relatórios sobre situações que podem configurar crimes de corrupção na área da saúde.

Manuel Delgado falava à imprensa à margem da conferência “O combate à fraude e à corrupção”, que decorre esta sexta-feira na sede da Polícia Judiciária, em Lisboa.

O governante acrescentou que em quatro anos aquele centro detetou processos na ordem dos 1.000 milhões de euros.