Foi o namorado de George Michael quem deu pela sua morte quando, na manhã do dia de Natal, se dirigiu a casa do cantor. Através da rede social Twitter, Fadi Fawaz anunciou que tinha sido ele a encontrar o cantor sem vida, “pacificamente na cama”. Segundo as autoridades a causa da morte está associada a problemas cardíacos.

Contactado pelo The Telegraph, Fadi Fawaz, conhecido por ser cabeleireiro de celebridades, contou que se dirigiu a casa do músico porque deveriam ir juntos a um almoço de Natal. “Passei por lá para o acordar, mas já estava morto, encontrava-se pacificamente na cama” contou Fawaz. O cabeleiro confessou ainda que os últimos tempos estavam a ser difíceis,”mas o George estava ansioso pelo Natal e eu também”.

“Agora está tudo arruinado, mas quero que as pessoas se recordem dele com ele era. Uma pessoa linda,” desabafou Fawaz à publicação inglesa. George Michael e Fadi Fawaz mantinham uma relação amorosa desde 2012.

Também Kenny Goss, ex-companheiro de George Michael, reagiu com pesar e tristeza à morte do cantor. “Ele foi uma grande parte da minha vida e amei-o muito, muito”. Goss caracterizou ainda a personalidade de George Michael como “um homem extremamente gentil e generoso”.

Atos de bondade tornados públicos só agora

Não foi ao acaso que Kenny Goos, que partilhou a sua vida com o músico cerca de 13 anos (1996-2009), afirmou que uma das principais características de George Michael era a generosidade. É que foram agora tornadas públicas doações anónimas feitas pelo músico a pessoas com sonhos ou problemas que não conseguiam concretizar ou ultrapassar devido às impossibilidades financeiras.

Um dos casos agora tornado público foi ter financiado um tratamento de fertilidade a uma mulher que queria ser mãe mas não conseguia sem se submeter a tratamentos específicos. George Michael soube da sua situação em 2008, quando um concorrente a um concurso de televisão contou que o dinheiro que ganharia seria para financiar os tratamentos de fertilidade da mulher. O que o homem ganhou não foi suficiente, pelo que George Michael ligou para o programa e, de forma anónima, doou o necessário, cerca de 15 mil libras. O casal nunca soube quem lhe havia dado o dinheiro até que agora Richard Osman, que era o produtor do programa, ter decidido tornar pública a ação do músico.