Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

As irmãs Jenner, Kendall e Kylie, lançaram uma linha de t-shirts que tinham estampadas caras de celebridades como Notorious BIG, Ozzy Osbourne, Tupac Shakur ou Pink Floyd. Mas foram chamadas “nojentas” e “desrespeitadoras” por terem utilizado as imagens dos artistas sem a sua autorização.

As t-shirts estavam disponíveis para venda online por 125 dólares, aproximadamente 109 euros, e estiveram disponíveis apenas durante um dia, já que tiveram de ser retiradas do mercado depois de alguns representantes dos artistas em questão ameaçarem processar as Jenner.

Voletta Wallace, a mãe do rapper Notorious BIG, criticou as irmãs no seu Instagram pessoal. Ao mesmo tempo, o advogado de BIG ameaçou avançar com ações judiciais contra Kendall e Kylie. Wallace diz que não teve conhecimento de nenhum pedido de autorização para que a imagem do seu filho pudesse ser utilizada.

A mulher de Ozzy, Sharon Osbourn, publicou um tweet onde partilhava o seu desagrado com a atitude das raparigas. “Vocês não tem o direito de utilizar a cara de ícones da música. Fiquem por aquilo que sabem… os lip gloss“.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Em resposta aos acontecimentos, as irmãs fizeram um comunicado onde admitiam que os desenhos das camisolas não tinham sido bem pensados e onde pediam desculpa a todos os que foram afetados pelo lançamento da linha.

Não é a primeira vez que uma das irmãs Jenner é apanhada no meio de uma controvérsia este ano. Kendall, de 21 anos, foi acusada de trivialização de protestos e ativismo, depois de aparecer num anúncio da Pepsi, que acabou por ser banido. Inspirada numa situação real – em que uma manifestante desafiou de forma pacífica as autoridades durante um protesto – ela apareceu a entregar uma lata de Pepsi a um oficial da polícia, durante uma marcha de protesto para demonstrar como as tensões entre os ativistas e as autoridades acalmariam. O anúncio foi ridicularizado e a marca foi forçada a bani-lo dos grandes ecrãs.

A Pepsi estava a tentar passar uma mensagem de união mundial, paz e compreensão. Claramente, que falhámos a nossa intenção e pedimos desculpa por isso”, disse um porta-voz na marca num comunicado publicado em abril.

Depois de lançarem a linha de t-shirts, as irmãs foram acusadas de apropriação cultural e insensibilidade um pouco por todo o mundo digital, até terem tirado as camisolas no seu site, na quinta-feira passada.

As Jenner utilizaram imagens de bandas como The Doors, Pink Floyd, Metallica e de artistas como Notorious BIG, Tupac e Ozzy Osbourne, nenhuma delas com autorização.