O Bloco de Esquerda desafiou esta terça-feira todas a bancadas a apoiarem a resolução que pede o resgate para o Estado do Sistema Integrado para a Rede de Emergência e Segurança (SIRESP), em debate, quarta-feira, no parlamento.

“Espero que todos grupos parlamentares estejam à altura das exigências e nos acompanhem nesta exigência perante o Governo”, afirmou o líder parlamentar do Bloco, Pedro Filipe Soares, em declarações aos jornalistas, na Assembleia da República.

O projeto de resolução do BE é debatido e votado na quarta-feira, propondo ao Governo que o SIRESP deixe de ser uma Parceria Público Privada “em nome do interesse público e garantindo a segurança e a proteção das populações”.

Segundo o líder parlamentar bloquista, o BE já era crítico do SIRESP antes dos incêndios de junho em Pedrógão Grande e que fizeram 64 mortos e mais de 250 feridos, dado que funcionava “aquém das necessidades do país”.

“Não podemos deixar na mão os privados, que já se mostraram incompetentes ao longo de vários anos, a gestão de algo estratégico para o país”, como é um sistema que ajuda na defesa das populações, disse.

Os bloquistas não se associam ao pedido de demissão da ministra da Administração Interna, Constança Urbano Sousa, defendida pelo CDS na segunda-feira.

É, afirmou, a iniciativa de um partido que o BE e Pedro Filipe Soares não acompanham, estando à espera de mais informações e dados sobre o que aconteceu nos incêndios de Pedrógão Grande.