O concurso está aberto: um milhão de dólares para quem conseguir encontrar uma nova alternativa ao açúcar para o seu refrigerante Coca-Cola. O desafio – o Sweetener Challenge – passa por descobrir uma solução que permita acabar ou trocar o açúcar nas suas bebidas.

O concurso está aberto a todos, mas há regras: tem de ser um produto “natural”, “seguro”, “com poucas ou nenhumas calorias”, e que tenha o mesmo sabor do açúcar quando misturado com comida ou bebidas. Não pode conter ou ser derivado de stevia ou siraitia (de onde se extraem alguns componentes adoçantes) ou de qualquer espécie ou substância protegida. A substância, avisam, tem de “cumprir” com aspetos semelhantes ao açúcar – como o sabor, desempenho, segurança, custo e aceitação do consumidor.

A Coca-Cola assegura também que não procura participantes para provar ou testar o consumo dessas substâncias, até porque se desconhece o valor tóxico que essas substâncias possam ter. Pelo contrário, está à procura de um composto que seja “seguro para o consumo humano depois de um período prolongado”.

Além disso, o produto que levar à Coca-Cola terá de ser submetido a testes de estabilidade, tanto ao pH como à luz solar. As candidaturas podem ser submetidas até 18 de janeiro de 2018. O vencedor será conhecido a 3 de outubro do próximo ano.