A marca de Rüsselsheim dá mais um passo no sentido da mobilidade eléctrica, ao anunciar um Corsa 100% eléctrico, já para 2020. A confirmação partiu do CEO da Opel, Michael Lohscheller, segundo o qual a futura geração eléctrica do utilitário alemão começará a ser produzida já em 2019, na fábrica da PSA em Saragoça, Espanha, com as entregas das primeiras unidades aos clientes a começarem no início de 2020.

A fábrica espanhola torna-se, assim, na primeira unidade do género, no seio do Grupo PSA, a produzir um veículo 100 eléctrico da Opel/Vauxhall, na Europa.

“Este é um passo muito importante para a fábrica de Saragoça, já que marca o início de uma nova era”, afirmou Michael Lohscheller, defendendo que “a decisão agora tomada é significativa e mostra a confiança mútua existente entre todos os accionistas. Saragoça continuará assim a desempenhar um papel importante naquilo que é a produção industrial do Grupo PSA”.

Corsa eléctrico junta-se a Ampera-e

Com o lançamento do futuro Corsa 100% eléctrico, a Opel passará a oferecer dois modelos movidos a electricidade, uma vez que já comercializa o Ampera-e, uma espécie de derivação europeia do americano Chevrolet Bolt.

No entanto, as vendas do Ampera-e estão a correr tudo menos bem, com os concessionários incapazes de responder às encomendas, devido ao baixo número de unidades que a General Motors tem enviado para a Europa. Situação que, aliás, já levou a marca alemã a suspender as vendas, em Outubro último.

Depois do Corsa, Opel e Vauxhall têm previsto acrescentar ao seu portefólio mais três novos veículos eléctricos até 2020. Sendo que o objectivo último é contar com versões electrificadas de toda a gama, até 2024. Esta medida faz, aliás, parte do novo plano estratégico definido para a companhia e a que foi dado o nome de “PACE!”.