As fotos do prédio de Robles quando valia 347 mil euros. E agora, quando custa 5,7 milhões

As fotos mostram o prédio comprado por Ricardo Robles e a sua irmã há quatro anos, quando custou 347 mil euros; e agora, depois de 650 mil euros em obras, quando vale 5,7 milhões. Veja as diferenças.

11 fotos

A polémica rebentou esta manhã de sexta-feira com a manchete do Jornal Económico. Ricardo Robles, vereador do Bloco de Esquerda na Câmara de Lisboa, que durante a campanha autárquica criticou o “carrossel da especulação” imobiliária na capital, pôs à venda por 5,7 milhões um prédio que comprou em outubro de 2014 à Segurança Social por 347 mil euros.

Na imagem em baixo pode ver as condições em que o prédio estava quando Robles e a sua irmã, Lígia, compraram o edifício em Alfama há quatro anos, com recurso a um empréstimo da Caixa Geral de Depósitos.

(Para ver as mudanças, desloque a linha por cima das fotos para a esquerda e para a direita)

Face às más condições do prédio, na Rua Terreiro do Trigo, frente ao Museu do Fado, os irmãos foram obrigados a fazer obras em outubro desse mesmo ano. As obras foram licenciadas um ano depois e em março de 2016 os trabalhos estavam concluídos, incluindo a reconversão de umas águas furtadas que permitiram acrescentar mais um andar habitável ao edifício (de três para quatro), com dez divisões no total. O andar de baixo ficará reservado a lojas. As obras terão tido um custo na ordem dos 650 mil euros.

Os irmãos decidiram colocar o prédio à venda junto de uma imobiliária especializada em imóveis de luxo. Como o negócio é a meias, Robles terá uma mais-valia bruta (excluindo impostos) a rondar os 2 milhões de euros.

As fotos são bem evidentes de como está agora o edifício. Há duas portas de entrada para o que parecem ser apenas apartamentos e o velho restaurante e as lojas que antes existiam no piso anterior deixaram de existir.

[Reveja neste vídeo os ataques de Ricardo Robles ao “carrocel da especulação]

Recomendamos

Populares

Últimas

A página está a demorar muito tempo.