Rep Democrática do Congo

Ébola causa 271 mortos e 458 casos de contágio na República Democrática do Congo

O número de casos de ébola em Kivu do Norte e Ituri subiu para 458 pessoas infetadas e 271 mortos. A epidemia é já a maior da história na República Democrática do Congo relativamente aos contágios.

O registo de casos de contaminação do ébola aumentou de 38 novos casos e 29 mortos, a partir de 4 de dezembro

UNICEF/MARK NAFTALIN HANDOUT/EPA

O número de casos de ébola nas províncias de Kivu do Norte e Ituri, leste da República Democrática do Congo, subiu para 458 pessoas infetadas e 271 mortos, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS). De acordo com a atualização de 6 de dezembro da OMS, em 11 províncias de Kivu do Norte e três na província de Ituri foram notificados 458 casos (410 confirmados e 48 prováveis) e 271 mortos.

O registo de casos de contaminação do ébola, que se transmite por contacto físico através de fluidos corporais infetados e que provoca febre hemorrágica, sofreu um aumento de 38 novos casos e 29 mortos, a partir de 4 de dezembro.

Em 29 de novembro, a OMS anunciou que o surto de ébola na República Democrática do Congo é o segundo maior da história, logo depois do surto na África Ocidental, que matou milhares de pessoas há alguns anos. A epidemia do vírus ébola no país africano foi declarada a 1 de agosto deste ano, em Mangina, nas províncias de Kivu Norte e Ituri.

O vírus alastrou já até perto da fronteira com o Uganda, país que, para prevenir, realizou um programa de vacinação de funcionários na fronteira com a República Democrática do Congo, atravessada diariamente por centenas de pessoas, num trânsito normal.

Até 4 de novembro, 26.687 pessoas, 7.006 crianças, foram vacinadas na República Democrática do Congo, incluindo 9.105 elementos de organizações de socorro, governamentais e não-governamentais. Nos últimos meses, a ONU inquietou-se com o risco de propagação da epidemia ao Burundi, Uganda, Ruanda e Sudão do Sul. Uma resolução do Conselho de Segurança da ONU, de 30 de outubro, instou estes países africanos a reforçarem as capacidades operacionais para lutar contra a doença, em total cooperação com a OMS.

Proposta pela Suécia, a resolução, aprovada pela unanimidade dos 15 Estados-membros, reconheceu o perigo de saúde regional do vírus de ébola na República Democrática do Congo.

A epidemia de ébola é já a maior da história na República Democrática do Congo relativamente ao número de contágios, assumiu o Governo. Segundo o ministro da Saúde da República Democrática do Congo, Oly Ilunga Kalenga, a presente epidemia ultrapassou em casos e mortos a primeira no país, registada em 1976. Posteriormente, a República Democrática do Congo foi atingida mais oito vezes por uma epidemia de ébola.

Em 1995, o vírus provocou a morte a 250 pessoas na cidade de Kikwit, na província de Kwilu, no sudoeste da República Democrática do Congo.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)