O militar da Marinha, de 31 anos, que foi encontrado ferido com arma de fogo, na sexta-feira, na Base Naval do Alfeite, em Almada, morreu esta manhã de domingo. A notícia é avançada pelo Correio da Manhã.

O estado de saúde do militar era muito grave. A irreversibilidade das lesões na cabeça levaram os médicos a desligar a máquina de suporte de vida a que se encontrava ligado.

Na sexta-feira, depois de colegas o terem encontrado inanimado, o militar foi assistido pelo INEM e encaminhado, em estado grave, para uma unidade hospitalar. Foram de imediato acionados todos os mecanismos de emergência médica, informada a família, à qual foi disponibilizado apoio psicológico. O caso foi também comunicado à Polícia Judiciária Militar, que tomou conta da ocorrência.

O militar em causa tinha 31 anos, ingressou na Marinha em 2006 e era marinheiro, da classe de Técnicos de Armamento.