O conhecido bar lisboeta “O Bom, O Mau e o Vilão” foi atingido por um forte incêndio e encontra-se encerrado sem data prevista para reabertura.

A notícia foi divulgada pelo próprio estabelecimento — que mora em pleno Cais do Sodré, zona nobre da vida noturna lisboeta — através da sua página oficial de Facebook. Nesse comunicado lia-se que “o bar ardeu parcialmente durante a madrugada de domingo”  e que “ninguém ficou ferido”. Realçando que o “BMV”, como também é conhecido, “é desde 2013 uma das grandes referências das noites de música ao vivo em Lisboa”, a gerência do espaço despede-se prometendo “novidades” e agradecendo as mensagens de apoio que têm recebido desde o incidente.

Gonçalo Meireles, um dos responsáveis deste espaço que é regularmente palco de concertos, DJ sets e projeções de cinema, confirma ao Observador que “o incêndio decorreu na madrugada de sábado para domingo [17 e 18 de agosto], depois do encerramento” e que afetou todas as partes do espaço. “Apesar de só se notar mais na fachada virada para a Rua do Alecrim, o fogo chegou até à sala do DJ”, conta Gonçalo que reafirma que pouco ou nada se sabe sobre a origem do incêndio — “Ainda falta fazer as peritagens e perceber ao certo o que aconteceu”. Outras partes do edifício foram atingidas e até o sports bar que fica no andar abaixo desta casa, o The Couch, terá sido afetado. Apesar disso, “O Bom, o Mau e o Vilão” foi o mais afetado pelas chamas.

Por enquanto ainda não há certezas sobre o que o futuro trará mas Gonçalo é convicto ao dizer que o BMV “voltará com força”, e disso “não há dúvida nenhuma”. O espaço vai precisar de várias obras de remodelação mas, ainda com pouca informação sobre o que aconteceu, não há qualquer estimativa sobre uma eventual data de reabertura.