Se é daquelas pessoas que sempre sonhou em participar no Carnaval quente do Rio de Janeiro, mas nunca teve tempo, ou acha que a viagem é demasiado longa, talvez queira dar um salto a Londres. A temperatura ainda está ainda longe daquela que se costuma registar no sambódromo do Rio, mas não sabendo a localização exata do carnaval de Notting Hill as fotografias podem baralhar os mais desatentos. Há mais de 50 anos que a tradição se repete. Estamos em agosto e há Carnaval em Londres. Há um toque de samba, claro. Isto porque há 35 anos a escola de samba de Londres se associou à iniciativa que nada tem a ver com a Quaresma.

A expressão “a vida são dois dias e o Carnaval são três” é que não se aplica a Notting Hill já que a folia dura mesmo apenas dois dias. E este ano termina nesta segunda-feira, 26 de agosto. Uma tradição que foi importada pelas comunidades britânicas com origem nas chamadas Índias Ocidentais (as ilhas das Antilhas e Bahamas, que ficam nas Caraíbas) e se transformou num dos maiores festivais de rua do mundo, atraindo todos os anos cerca de um milhão de pessoas.

À semelhança do que acontece no Brasil, também os foliões demoram vários meses a preparar as “mas” (uma abreviação de ‘masquerade’ — mascarado em tradução livre), todas feitas à mão, cheias de cor, plumas e brilhantes. Na galeria acima pode ver algumas das “mas” que este ano coloriram as ruas de Notting Hill.