A maior feira de tecnologia do mundo, a decorrer até 10 de Janeiro, é cada vez mais o palco escolhido para os fabricantes de automóveis apresentarem algumas das suas novidades. Mas se já começou a ser vulgar ver os construtores em certames não específicos da indústria automóvel, menos habitual é ter uma empresa como a Sony a apresentar um… carro. A somar à PlayStation 5 e a uma série de outros novos produtos, a gigante japonesa surpreendeu ao levar até ao Consumer Electronics Show (CES), em Las Vegas, o Vision-S – nem mais nem menos do que um protótipo funcional de uma berlina eléctrica.

A marca, que se popularizou pelos smartphones, consolas, televisões e afins, entendeu que também ela pode ter uma palavra a dizer nesta nova era da mobilidade. Até porque não é segredo que os players tradicionais estão, eles próprios, a ter de lidar com o desafio de conceber e produzir dentro dos prazos previstos automóveis movidos exclusivamente a bateria… Daí que a Sony tenha avançado com o Vision-S, uma espécie de montra tecnológica sobre rodas que se distingue, sobretudo, por juntar as mais reputadas empresas em termos de tecnologias de condução autónoma, conectividade e sistemas de infoentretenimento. Continental, ZF, Bosch, Nvidia e Qualcomm figuram entre os mais solicitados fornecedores da indústria automóvel e também foram “requisitados” para o projecto da Sony. A este naipe de contributos junta-se a Magna Steyr, responsável pela produção de modelos como o Jaguar I-Pace, o BMW Z4 ou o Toyota Supra, entre outros. De acordo com a imprensa internacional, terá sido a empresa austríaca que projectou a plataforma e foi nas suas instalações que o eléctrico da Sony foi construído.

5 fotos

Até agora, a marca japonesa não sinalizou publicamente se pretende mesmo, ou não, vir a fabricar um automóvel com o seu emblema e são escassas as informações técnicas acerca do Vision-S. Apresentado como uma berlina capacitada para a condução autónoma, cortesia da integração de mais de 30 sensores, no interior e exterior do protótipo, este concept apresenta um interior carregado de tecnologia. A uma experiência áudio envolvente soma uma série de ecrãs num habitáculo que segue as mais recentes tendências, isto é, conjugando minimalismo e funcionalidade.

Desconhece-se qual a capacidade do acumulador e, até mesmo, a quem terá recorrido a Sony para montar o pack de bateria. Tempos e limitações em termos de recarga também não foram avançados, sabendo-se apenas que a berlina eléctrica japonesa oferece tracção integral, montando um motor por eixo, cada um com 200 kW (272 cv). A velocidade máxima estará limitada a 240 km/h, sendo que a aceleração de 0-100 km/h marca 4,8 segundos no cronómetro.