Os deputados Democratas apresentaram, esta segunda-feira, no Congresso, um projeto de lei que visa acabar com o uso excessivo de força por parte da polícia e identificar e julgar os autores das más práticas policiais, noticia o jornal The New York Times.

Este projeto de lei surge na sequência da morte de George Floyd e de outros afro-americanos às mãos da polícia e da onda de protestos que se têm multiplicado pelo país. A proposta inclui algumas das medidas que os ativistas dos direitos humanos reclamam há vários anos e que têm encontrado sempre oposição por parte da polícia e respetivos grupos sindicais.

Os Republicanos já disseram estarem interessados em discutir uma legislação de regulamentação da ação da polícia, mas não é claro como se vai comportar o Senado perante este projeto de lei, refere o jornal The Wall Street Journal. Sobretudo porque Donald Trump não deverá ter interesse em fazer grandes mudanças na polícia em véspera de eleições.

As manifestações contra a polícia multiplicam-se por todo o país, com os manifestantes a dizerem que com a pandemia e a perda de empregos lhes sobra tempo e que quanto mais a polícia reprime os protestos, mais força têm para lutar, noticia o jornal The New York Times.

Em várias cidades já se fala em reduzir o financiamento às forças policiais, diminuir o número de efetivos ou mesmo acabar com os departamentos de polícia.