“No âmbito de uma investigação relacionada com o crime de violência doméstica, que teve a duração de uma semana, a GNR apurou que o suspeito terá dirigido injúrias, ameaças e agressões físicas às vítimas, sua mãe e tia, com 83 e 74 anos, respetivamente”, refere a força policial em comunicado.

Segundo avança, “nos últimos tempos, o suspeito, sob a influência do álcool, ameaçava de morte as vítimas, com recurso a uma arma branca”.

As vítimas, que vivem na mesma residência do suspeito, “viviam aterrorizadas e com receio pelas suas próprias vidas, devido às suas idades serem avançadas”, refere.

De acordo com a GNR, o suspeito — que tem já antecedentes criminais pelo crime de condução sob o efeito do álcool — foi presente na sexta-feira a primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Instrução Criminal de Matosinhos, tendo-lhe sido aplicadas as medidas de coação de afastamento da residência das ofendidas, proibição de contactos com as vítimas por qualquer meio, proibição de aquisição e detenção de armas de qualquer natureza e submissão voluntária a tratamento de alcoologia.