Vários choques registados durante a madrugada desta terça-feira numa autoestrada que atravessa Berlim, na Alemanha, terão sido provocados de forma intencional por um iraquiano “por motivação islamita”. Segundo a agência France-Presse (AFP), que cita as autoridades alemãs, seis pessoas ficaram feridas, três em estado grave, depois de o suspeito ter ido contra vários automóveis ao longo de uma autoestrada na capital alemã.

O Ministério Público alemão, citado pela AFP, fala num ato voluntário, que terá tido “motivação islamita, de acordo com o atual estado da investigação”. O suspeito do atentado é um iraquiano de 30 anos que, de acordo com os meios de comunicação locais, terá gritado “Allah Akbar (Deus é grande)” ao sair do seu veículo. Já de acordo com o De acordo com o jornal alemão Die Welt, as autoridades estão também a investigar a hipótese de o condutor ter distúrbios mentais.

As autoridades indicam ainda, através do Twitter, que o suspeito foi detido e que quando parou o carro alegou que tinha um objeto explosivo com ele e ameaçou quem se aproximasse dele. No entanto, quando a equipa de especialistas analisou a caixa que o condutor trazia, apenas foram encontradas ferramentas. As conclusões da investigação deverão ser reveladas esta tarde.

Os vários acidentes obrigaram ao corte do trânsito na A100, que atravessa o sul da capital alemã.

(Artigo atualizado às 10h21 com mais informações)