O líder do CDS-PP, Francisco Rodrigues dos Santos, sustentou que Portugal “toma decisões que vão ao encontro daquilo que é a realidade portuguesa”, numa reação à posição do embaixador dos EUA em Lisboa.

Embaixador dos EUA em Lisboa diz que Portugal tem de escolher entre EUA e China

Questionado sobre as declarações proferidas pelo embaixador dos EUA, George Glass, em entrevista ao Expresso, publicada na edição de sábado, em que defende que “Portugal tem de escolher entre os aliados e os chineses”, Francisco Rodrigues dos Santos, sustentou que Portugal tem como parceiros “países que servem o entendimento estratégico do país”.

“Portugal é uma nação soberana com mais de 900 anos de história que tem parceiros com quem partilhamos o interesse atlântico e temos relações comerciais com os países que servem o entendimento estratégico do nosso país”, frisou o líder centrista que falava aos jornalistas, à margem de uma reunião com a administração do Porto de Sines, no distrito de Setúbal.

Os negócios em que os EUA querem afastar Portugal da China

Francisco Rodrigues dos Santos acrescentou ainda que o país tem procurado “estabelecer este equilíbrio e correspondendo à visão do bloco económico onde estamos inseridos, que é a Europa, vamos certamente optar por tomar as decisões que vão ao encontro daquilo que é a realidade portuguesa, das carências da nossa economia e dos desafios que se colocam do ponto de vista do nosso crescimento”.