A Alemanha vai alargar o confinamento parcial em que se encontra pelo menos até ao dia 20 de dezembro, com o objetivo de reduzir ainda mais a difusão do coronavírus e criar condições para que algumas das restrições possam ser levantadas no período do Natal, noticia a AP.

O confinamento atualmente em vigor inclui o encerramento de restaurantes, bares, recintos desportivos e instalações destinadas ao lazer, mas não afetou escolas, comércio nem barbeiros e cabeleireiros. Implementado em 2 de novembro, devia vigorar durante quatro semanas, mas o período foi agora estendido até 20 de dezembro.

O objetivo central é que o número de novos casos de coronavírus em todos os estados federados desça abaixo dos 50 por 100 habitantes.

Alemanha vai impor confinamento parcial durante um mês. Bares, cinemas, ginásios devem fechar

Numa reunião entre as autoridades federais e as autoridades de cada estado, foram definidas novas regras, que incluem a limitação de encontros familiares a cinco pessoas — limite que sobe para dez no período das festas —, o desencorajamento das festividades públicas e fogos de artifício nas ruas na passagem do ano, e o teletrabalho no período festivo.

Ainda de acordo com a AP, a lotação dos grandes espaços comerciais deverá sofrer ainda mais reduções durante o período das festas do Natal e do Ano Novo.

O governo está a preparar um novo plano de 17 mil milhões de euros para apoiar o comércio, que vai sofrer com o encerramento durante as semanas que antecedem o Natal. Este apoio junta-se aos 15 mil milhões já previstos para o confinamento de novembro.

Na Alemanha já foram diagnosticados, desde o início da pandemia, 952.439 casos de Covid-19. A doença já levou à morte de 15.210 pessoas.