A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) garantiu esta quinta-feira que os estabelecimentos de restauração e similares estão preparados para a próxima fase de desconfinamento, assegurando todas as condições de segurança.

Em comunicado, a AHRESP lembra que levou a cabo em todo o país uma campanha com o objetivo de esclarecer os empresários sobre as dúvidas que surgiram com a publicação das medidas de desconfinamento.

Disponibilizou toda a informação necessária, como o Guia de Boas Práticas para a restauração e bebidas e a lista de FAQ [questões frequentes], que inclui as principais dúvidas dos empresários do setor, e que foram respondidas pela secretaria de estado do Comércio, Serviços e Defesa do Consumidor, pela secretaria de estado do Turismo e pela Direção-Geral da Saúde (DGS)”, refere.

Da mesma forma, acrescenta, os centros comerciais e o retalho reforçaram as medidas para reabertura, na segunda-feira, com “total confiança”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Na quarta-feira, as associações de empresas de distribuição (APED), centros comerciais (APCC) e da hotelaria e restauração (AHRESP) garantiram, em comunicado conjunto, que os centros comerciais reúnem todas as condições para reabrir no dia 19, segunda-feira, com condições de higiene que salvaguardam a saúde pública.

Segundo aquelas associações, foi feito um esforço acrescido na formação e testagem de colaboradores, bem como um reforço dos equipamentos de proteção individual e barreiras de proteção.

“Os operadores dos centros comerciais reforçaram ainda mais as exigentes regras sanitárias com o objetivo de responder à expectável afluência de consumidores, depois de um longo período encerrados”, referem, reiterando que aqueles espaços são “seguros” e “merecem a confiança dos consumidores”.

As lojas dos centros comerciais voltaram a fechar em janeiro, quando foi decretado o segundo confinamento, para fazer face à propagação de Covid-19.

Segundo o plano de desconfinamento gradual que o Governo preparou, está previsto que os centros comerciais reabram no dia 19 de abril, porém, a decisão final só será tomada na reunião do Conselho de Ministros desta quinta-feira.