Morreu Bo, o cão do ex-Presidente dos EUA Barack Obama. Era um cão-de-água português que acompanhou Obama na Casa Branca desde o seu primeiro mandato, em 2009.

“Esta tarde foi uma tarde difícil. Dissemos adeus ao nosso melhor amigo – o nosso cão, Bo – após uma batalha com um cancro”, escreveu Michelle Obama, no Instagram.

Michelle Obama recorda, na publicação na rede social, que foi durante a campanha eleitoral de 2008 que o casal Obama prometeu às filhas que iriam arranjar um cão após as eleições.

“Ao longo de mais de uma década, Bo foi uma presença constante, reconfortante, nas nossas vidas”, escreveu Michelle Obama. “Como família, vamos ter muitas saudades de Bo. Mas estamos gratos por ele ter vivido uma vida tão feliz cheia de mimos, jogos do ‘busca’ e serões passados deitados no sofá”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A antiga primeira-dama termina o post pedindo aos seus seguidores que “abracem os peludos que são membros da vossa família, hoje com um pouquinho mais de força – e deem-lhes umas festinhas na barriga por nós”.

Também Barack Obama usou as redes sociais para dar notícia da morte do cão, um “verdadeiro amigo e companheiro leal” que estava “sempre feliz por ver [os membros da família] nos dias bons, nos dias maus e em todos os outros.”

O cão de água português tinha sido escolhido para ir morar para a Casa Branca por ser considerada uma raça mais adequada a pessoas com alergias, como é o caso de Malia, uma das filhas dos Obama.