Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Em atualização

O tiroteio que fez pelo menos nove mortos (incluindo o atirador) na quarta-feira, numa central de transportes localizada em Santa Clara (Califórnia, Estados Unidos) está a ser investigado pelas autoridades. Mas já há pormenores sobre o autor dos disparos (que se terá suicidado), as suas alegadas motivações e os nomes da vítimas.

O que aconteceu? Tudo começou pelas 6h34 (14h30 em Lisboa), quando as autoridades receberam telefonemas a relatar disparos perto da Autoridade de Transporte do Vale de Santa Clara, uma central de transportes de comboios e metros, disse o porta-voz do xerife do condado de Santa Clara, Russell Davis. Mais tarde, um responsável da central, Glenn Hendricks, explicou que o tiroteio deu-se no pátio do centro ferroviário, durante uma mudança de turno, no momento em que o metro estava a começar a trabalhar. No local estiveram cinco cães que identificaram aquilo que pareciam ser explosivos nas instalações, pelo que todo o edifício está a ser revistado. O metro está suspenso.

O que sabemos do atirador? O seu nome é Sam Cassidy segundo uma fonte da CNN. Era funcionário da empresa, disse por seu lado Russell Davis. Cassidy acabou por morrer, não por ter sido atingido pelas forças de segurança, porque não houve troca de tiros. Acredita-se que se terá suicidado. “Tenho a certeza que quando o suspeito soube que a polícia estava lá, acabou por se matar. Os nossos agentes estavam lá no momento”, explica o porta-voz da polícia.

EUA. Pelo menos nove mortos e múltiplos feridos num tiroteio na Califórnia

A ex-mulher de Sam, em declarações à Associated Press, revela que o atirador falava com agressividade sobre os seus colegas e superiores. Por vezes essa raiva era dirigida contra a mulher, com quem manteve uma relação de quase dez anos. Quando se casaram, conta Cecilia Nelms, Sam reclamava sobre o seu trabalho ao chegar a casa, sobre os seus colegas e também superiores. Ter-lhe-á mesmo dito que queria matar pessoas no emprego. Já estavam divorciados há cerca de 16 anos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O que sabemos das vítimas? As autoridades forenses do condado de Santa Clara identificaram as vítimas mortais: Paul Delacruz Megia, 42 anos; Taptejdeep Singh, 36 anos; Adrian Balleza, 29 anos; Jose Dejesus Hernandez III, 35 anos; Timothy Michael Romo, 49 anos; Michael Joseph Rudometkin, 40 anos; Abdolvahab Alaghmandan, 63 anos; Lars Kepler Lane, 63 anos. Além das vítimas mortais, um outra pessoa está em estado crítico.  Sam Liccardo, o mayor de San José, diz que é “claro” que as vítimas mortais conheciam o atirador.

Onde aconteceu o tiroteio?  A central de transportes fica localizada em Santa Clara, na Califórnia. Liccardo disse à KBO que houve um incêndio na casa de Cassidy — localizada a cerca de 13 quilómetros da central. Os bombeiros relataram no Twitter que atuaram num incêndio, às 6h29, num apartamento localizado em Angmar Court, bloco 1100. Cinco minutos depois tinham começado os telefonemas sobre o tiroteio. Os bombeiros levaram cerca de uma hora para conseguir apagar o fogo.

Imagens sobre o tiroteio foram divulgadas no Twitter, por um jornalista da NBC.