Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Enquanto a origem do SARS-CoV-2 não estiver completa e inequivocamente confirmada, a hipótese de que foi criado em laboratório vai continuar a assombrar a história da pandemia de Covid-19. O problema é que pode nunca vir a existir uma resposta conclusiva. Até lá, as opiniões dos cientistas dividem-se e os líderes políticos exigem saber se o coronavírus teve ou não uma origem natural.

Marc Veldhoen, imunologista no Instituto de Medicina Molecular (IMM), admite que existem argumentos que apoiam uma e outra teoria — natural versus criado em laboratório —, mas continua a achar que a origem terá sido natural. Anthony Fauci, diretor do Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas nos Estados Unidos, por sua vez, disse que não estava convencido que a origem tenha sido natural.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.