Obrigado por ser nosso assinante. Pode ler este e todos os artigos do Observador em qualquer dispositivo.

As motas com 125 centímetros cúbicos (cc) ou mais vão ser obrigadas a inspeções periódicas a partir de 1 de janeiro de 2022, na mesma altura que Portugal está obrigado a transpor a diretiva europeia para a legislação nacional, disse ao Jornal de Negócios Jorge Delgado, secretário de Estado das Infraestruturas.

O decreto-lei deverá ser aprovado em breve em Conselho de Ministros, sendo depois necessário publicar a portaria que o regulamenta.

Em 2012, motociclos, triciclos e quadriciclos (veículos de categoria L) com cilindrada superior a 250 cc deveriam ter passado a fazer inspeções periódicas, de acordo com o decreto-lei aprovado pelo Governo de Passos Coelho. Os centros de inspeção adaptaram-se, mas a medida nunca avançou — apesar das várias promessas ao longo dos anos.

Os profissionais dos centros de inspeção ouvidos pelo Jornal de Negócios disseram duvidar que não seja possível ter a medida implementada no início do ano porque ainda é preciso resolver algumas situações, como a formação dos inspetores destes veículos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR