19 vereadores, 171 deputados municipais, 205 mandatos de freguesia. É com este número de representantes locais que o Chega escreve a sua primeira página de eleições autárquicas. André Ventura, presidente do partido, descreve o dia 26 de setembro de 2021 como o “dia da implantação local” — mais do que o dia em que foi eleito deputado e do que as eleições Presidenciais, o momento em que “o partido deixou de ser de um homem só e um partido à volta do Parlamento para ser um partido de milhares em todo o país”. Estava dado o mote para uma noite em que atirou a António Costa, à “direita fofinha”, ao Bloco de Esquerda, à Iniciativa Liberal e ao PAN.

Ainda antes da existência de qualquer resultado oficial e pouco depois das primeiras projeções, André Ventura já se dirigia aos apoiantes que estiveram no quartel-general montado em Braga para cantar vitória. Com “cautela”, mas com a certeza de que o país iria “acordar com o Chega em todo o território nacional”. Parecia demasiado cedo, as projeções deixavam o Chega na dúvida nas maiores cidades do país, mas a convicção do líder mantinha-se intacta.

André Ventura teve uma declaração marcada para pouco depois da meia-noite, mas saiu da sala onde esteve resguardado com a comitiva durante toda a noite, trocou poucas palavras com os jornalistas e voltou para dentro. Pelo meio ainda disse que estava “à espera de Rui Rio”. E assim foi: primeiro esperou que António Costa acabasse de falar, depois foi a vez do líder do PSD e André Ventura só subiu ao palco no fim.

Se por um lado Ventura sabia que o principal objetivo traçado para as eleições autárquicas não tinha sido alcançado — ser a terceira maior força política em número de votos —, por outro aproveitou o mote repetido à exaustão durante a campanha para matar o assunto: “Somos a terceira força política numa grande parte do país.” Não é em todo o território nacional, o líder do Chega sabe-o melhor do que ninguém — “Não foi uma vitória total”, assumiu —, mas com os resultados da noite não havia uma derrota para assumir.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.