Para os adultos com dificuldade em controlar a diabetes tipo 2, o nome Ozempic pode soar familiar — pelo menos, quando conseguem encontrar o medicamento na farmácia. Noutros meios, o Ozempic e medicamentos da mesma família são usados para ajudar a perder peso, nem sempre com os melhores resultados. As agências do medicamento europeias estão em alerta depois de detetadas embalagens de medicamentos falsificados e de doentes já terem sido hospitalizados em estado grave.

Como surgiram os medicamentos falsificados?

O alerta foi dado Instituto Federal para as Drogas e Dispositivos Médicos da Alemanha, no início de outubro, que identificou produtos contrafeitos que se assemelhavam ao medicamento Ozempic, da farmacêutica Novo Nordisk, dentro de embalagens preparadas para o mercado germânico. O instituto aconselhava então as farmácias a abrirem as embalagens em frente dos clientes para garantir que o conteúdo era o original — as embalagens de fora eram semelhantes, mas as canetas falsas eram fáceis de distinguir. Até à publicação deste artigo, não havia relatos de pessoas que tivessem tomado estes medicamentos na Alemanha.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.