Dark Mode 112kWh poupados com o Asset 1
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Hoje é um bom dia para mudar os seus hábitos. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Amazon contra Amazon. Qual a loja eletrónica mais barata?

A Amazon, a maior retalhista eletrónica do mundo, tem seis lojas na Europa. O Observador investigou qual a mais económica para os consumidores portugueses. É mais barato do que comprar cá?

Embora não haja estatísticas que o comprovem, é provável que muitos portugueses façam compras através da Amazon. Afinal, é a maior retalhista eletrónica do mundo, segundo o último relatório sobre o setor da consultora Deloitte, e mantém-se na lista das que mais crescem. Ao ritmo de 2014, a Amazon.com fatura 185 milhões de euros por dia.

Apesar de ser estado-unidense, a montra eletrónica da Amazon.com estende-se por catorze geografias. Todavia, os consumidores portugueses devem evitar fazer encomendas de fora da União Europeia: por um lado, a maior distância incrementa os custos de transporte; por outro, a encomenda pode ser alvo de taxas alfandegárias.

Os artigos encomendados de fora da União Europeia são retidos aleatoriamente na alfândega. Dependendo do tipo de bens, do valor da encomenda e da despesa de transporte, os consumidores podem ter de pagar IVA e direitos aduaneiros.

Por exemplo, um pacote originário dos Estados Unidos da América em que o consumidor gastou o equivalente a 375 euros (30 dólares em livros, 30 dólares em álbuns de música, 300 dólares numa câmara fotográfica e 40 dólares em transportes) pode exigir-lhe mais 88 euros em impostos e taxas, ao que se acresce 10 euros do custo do desalfandegamento.

Use a pauta aduaneira da Autoridade Tributária e Aduaneira para calcular quando terá de pagar nas suas importações. Excluindo as lojas externas à União Europeia, ainda tem seis destinos para as suas compras na Amazon: Alemanha, Espanha, França, Itália, Países Baixos e Reino Unido. Qual a mais barata?

Uma dúzia de produtos na lista de compras

O Observador testou as compras por cinco montras nacionais da Amazon. De fora ficou a holandesa, por apenas incluir livros na sua oferta.

A encomenda incluiu um iPhone 6, o telefone mais vendido; uma máquina fotográfica Sony DSC-RX100, a câmara automática mais popular, segundo o Flickr; os últimos livros publicados por Patrick Mondiano e Richard Flanagan, os mais recentes vencedores do prémios Nobel da Literatura e Man Booker, respetivamente; os cinco melhores álbuns de música de 2014, segundo o jornal nova-iorquino The Village Voiceos dois melhores filmes do ano, de acordo com os Globos de Ouro, e a caixa de Lego mais popular na Fnac.pt.

Espanhola é pouco mais barata do que portuguesas
A aquisição de uma dúzia de itens fica 1,7% mais barata na Amazon.es do que através da Audilar.pt e da Fnac.pt. França foi excluída por não ser possível remeter o iPhone 6.
Lojas Custo Despesas de envio Total
Amazon
Amazon.es (Espanha) 1.182,56€ 29,82€ 1.212,38€
Amazon.de (Alemanha) 1.246,14€ 11,59€ 1.257,73€
Amazon.it (Itália)  1.262,19€  32,68€  1.294,87€
Amazon.co.uk (Reino Unido) 989,02£ 42,76£ 1.490,92€
Portugal
Audilar.pt & Fnac.pt 1.192,99€ 40,50€ 1.233,49€
Fnac, Toys’R’Us & Worten no Centro Comercial Colombo 1.408,73€ Não tem 1.408,73€
Lista de compras a 14 de abril de 2015: iPhone 6 16GB, câmara fotográfica Sony DSC-RX100, livros “Pour que tu ne te perdes pas dans le quartier” de Patrick Mondiano e “The Narrow Road to the Deep North” de Richard Flanagan, CD “Black Messiah” de D’Angelo, “Run The Jewels 2” de Run The Jewels, “Lost in the Dream” de The War on Drugs, “St. Vincent” de St. Vincent e “LP1” de FKA Twigs, DVD “Boyhood – Momentos de uma Vida” e “The Grand Budapest Hotel” e caixa de Lego “Attack on Avengers Tower”.

Para uma encomenda tão grande, a Amazon espanhola é a mais económica. No entanto, é apenas ligeiramente mais barata do que encomendando em duas lojas eletrónicas portuguesas, a Audilar.pt (iPhone 6 e Sony DSC-RX100) e Fnac.pt (restante).

A opção pela via virtual é potencialmente mais amiga para a carteira do que indo às lojas físicas. No mesmo dia em que testou as encomendas na Internet, o Observador procurou aviar a mesma encomenda no Colombo, em Lisboa, o centro comercial português com mais lojas. Resultado: gastaria mais 13,9% presencialmente do que nos retalhistas eletrónicos mais económicos, mesmo incluindo as despesas de transporte.

Limites aos produtos estrangeiros

Nem todos ficam à vontade em encomendar equipamento tecnológico, como telefones e máquinas fotográficas, em lojas estrangeiras. As razões são lógicas: em caso de problemas, pode ser mais complicado acionar as garantias ou devolver o material. Por isso, o Observador simulou também os custos para comprar apenas livros, discos, filmes e brinquedos.

Reino Unido melhor quando se exclui eletrónica
A poupança ultrapassa 12% quando se compara com a aquisição de livros, discos e filmes em Portugal.
Lojas Custo Despesas de envio Total
Amazon
Amazon.co.uk (Reino Unido) 118,54£ 8,58£ 183,69€
Amazon.es (Espanha) 182,37€ 10,70€ 193,07€
Amazon.de (Alemanha) 183,58€ 10,26€ 193,84€
Amazon.it (Itália) 193,93€ 11,27€ 205,20€
Amazon.fr (França) 209,37€ 14,64€ 224,01€
Portugal
Fnac.pt 207,76€ 2,50€ 210,26€
Fnac & Toys’R’Us no Centro Comercial Colombo 208,75€ Não tem 208,75€
Lista de compras a 14 de abril de 2015: Livros “Pour que tu ne te perdes pas dans le quartier” de Patrick Mondiano e “The Narrow Road to the Deep North” de Richard Flanagan, CD “Black Messiah” de D’Angelo, “Run The Jewels 2” de Run The Jewels, “Lost in the Dream” de The War on Drugs, “St. Vincent” de St. Vincent e “LP1” de FKA Twigs, DVD “Boyhood – Momentos de uma Vida” e “The Grand Budapest Hotel” e caixa de Lego “Attack on Avengers Tower”.

Sem equipamento tecnológico, quase todas as Amazons são mais económicas do que adquirindo o mesmo pacote nas lojas portuguesas virtuais e reais. A exceção é a francesa. A britânica Amazon.co.uk é a mais barata, porque os preços dos bens são ligeiramente mais baixos e as despesas de transporte ficam em linha com a espanhola, a alemã e a italiana.

Nesta investigação procurámos os mesmos produtos nas várias lojas, incluindo as portuguesas. Os livros encomendados são as versões originais (em francês e em inglês). Os discos são exatamente os mesmos. Os filmes podem ser ligeiramente diferentes. Por exemplo, a versão disponível no Reino Unido de “Boyhood” não inclui legendas em português, mas na Amazon.es já inclui.

Regra geral, a Amazon.es é a opção mais económica para os consumidores portugueses, porque as despesas de transporte são mais baixas.

Se quiser poupar tempo, vá diretamente à Amazon espanhola. Na maioria dos casos, os custos de transporte não ultrapassam quatro euros.

Os envios padrão de Espanha para Portugal custam 3,99 euros se a encomenda for composta por livros, discos, filmes, software e videojogos. Se tiverem outras coisas, custam 4,49 euros mais 20 cêntimos por quilograma. A solução de transporte mais comum demora quatro a cinco dias úteis. Se tiver mais urgência e quiser receber no prazo de um a dois dias, a despesa de envio aumenta para 17 euros mais cinco euros por quilograma.

No pacote simulado, a despesa de transporte a partir de Espanha foi de 10,70 euros, porque o disco “Black Messiah” teria de ser comprado através de um vendedor a operar através da Amazon.es, o que obrigaria a dividir o frete em dois.

Como decidir onde comprar

Se já tem uma conta criada junto da Amazon, qualquer que seja a nacionalidade da loja de registo, então pode comprar em qualquer outro domínio. Não precisa de criar outras contas.

Depois de entrar nos vários portais da Amazon com as suas credenciais, encha os carrinhos de compras com os mesmos produtos. Se tiver dúvidas, confirme que os produtos escolhidos em cada loja têm o mesmo ASIN, o código numérico de identificação de produtos na rede Amazon. Por exemplo, a caixa de Lego “Attack on Avengers Tower” tem o código B00NVDNLAE, seja na Amazon.es seja na Amazon.co.uk.

Com os carrinhos igualmente cheios nas várias lojas, avance com as compras para a finalização. Mesmo que não domine a língua de um dos portais, o sistema é igual, por isso consegue deduzir as mensagens se fizer as operações em paralelo. Tem de avançar até à última página de confirmação (a penúltima avisa que ainda terá uma oportunidade de rever toda a compra). No final, apenas deve concretizar a compra que for mais económica.

Cuidado adicional na Amazon britânica

Ao encomendar na Amazon.co.uk para Portugal, o retalhista propõe-lhe por defeito converter o total da fatura em euros. À partida, parece ser uma proposta simpática da Amazon. Como os bancos cobram comissões de processamento e de conversão cambial nas compras com cartões de crédito que não sejam em euros, poderia ser uma forma de poupar algum dinheiro.

Mas não é assim: poupa nas comissões cobradas pelo banco, mas acaba por pagar uma taxa de câmbio menos favorável à sua carteira.

No passado dia 14 de abril, a conversão cambial das compras na Amazon.co.uk aplicada pelo grupo retalhista era de cerca de 1,445 euros por libra esterlina. No mesmo dia, a Visa Europe trocava cada libra por 1,389 euros e a MasterCard por 1,383 euros. Numa análise temporal mais extensa, o Observador registou que a taxa de câmbio aplicada pela Amazon é 3,4% a 4,6% superior à taxa publicada pela Visa Europe e pela MasterCard.

O câmbio aplicado pela Amazon pode ser até 4,6% superior à taxa usada nos cartões de crédito.

Como as comissões dos principais bancos nas compras em moeda estrangeira com cartão de crédito soma normalmente 2,8% (comissão de processamento de 1,7% e comissão de conversão cambial de 1%, mais Imposto do Selo), dificilmente a conversão automática da Amazon compensará aos consumidores portugueses.

A Amazon.co.uk explica porque a taxa de câmbio aplicada não é mais próxima das publicadas pelos jornais financeiros: “Essas taxas são normalmente taxas interbancárias que são destinadas a montantes por grosso e não estão disponíveis aos consumidores de retalho.”

Enquanto a Amazon não conseguir câmbios mais favoráveis, opte por pagar em libras na loja britânica. No primeiro pacote simulado pelo Observador, que incluía uma dúzia de produtos, a poupança seria de quase 25 euros. Nas compras pela Internet, tal como nas outras, todos os euros contam.

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.