Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Como acha que vão evoluir as finanças da sua família ao longo de 2019? Irão melhorar muito? Melhorar pouco? Ou receia que irão piorar (ou piorar muito)? Outra questão: acredita que vai conseguir colocar mais dinheiro de lado ou está convencido de que será muito difícil poupar mais? E na economia nacional, apostaria que os próximos 12 meses serão de aceleração da retoma ou considera mais provável que a conjuntura possa piorar? Estas são algumas das perguntas a que, a julgar pelo último inquérito do INE, cada vez mais gente tem vindo a dar respostas menos animadoras. Com o Banco de Portugal a prever uma desaceleração nas exportações, qual é o risco de a economia gelar se o consumo arrefecer?

As perguntas que são feitas no inquérito do INE

Mostrar Esconder

Em sua opinião, a situação financeira do seu lar (agregado familiar), nos próximos 12 meses irá: 1. Melhorar muito; 2. Melhorar um pouco; 3. Manter-se; 4. Piorar um pouco; 5. Piorar muito; 6. Não sabe.
Em sua opinião, a situação económica geral do País, nos próximos 12 meses irá: 1. Melhorar muito; 2. Melhorar um pouco; 3. Manter-se; 4. Piorar um pouco; 5. Piorar muito; 6. Não sabe.
Em sua opinião, nos próximos 12 meses, o desemprego no País, irá: 1. Aumentar muito; 2. Aumentar um pouco; 3. Ficar na mesma; 4. Diminuir pouco; 5. Diminuir muito; 6. Não sabe.
Nos próximos 12 meses pensa que, pessoalmente lhe será possível poupar/pôr algum dinheiro de lado: 1. Sim, de certeza absoluta; 2. Provavelmente sim; 3. Provavelmente não; 4. Não, de certeza absoluta; 5. Não sabe.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.