A Ordem dos Médicos (OM), por meio dos conselhos disciplinares regionais, vai investigar um conjunto de “informações, denúncias, documentação e queixas relacionadas com os médicos que integram o movimento [Médicos Pela Verdade] e com as ideias por eles propagadas”, informou fonte do gabinete do bastonário. O Observador sabe que pelo menos uma queixa contra o referido movimento e os médicos que o fundaram já está em processo de instrução.

Entre outras alegações, o movimento nega que exista uma pandemia de Covid-19, é contra a testagem e o isolamento de pessoas assintomáticas e rejeita do uso de máscara de forma generalizada. As ideias que defendem têm sido difundidas através das redes sociais e em artigos de opinião publicados na imprensa, incluindo no Observador. Por causa disso, e desde que o grupo foi fundado, no final de agosto, começou a circular no Facebook um modelo de carta a enviar à Ordem dos Médicos, alertando para o “perigo” que a ação do movimento representa para a saúde pública. “A OM o que faz em relação aos Médicos Pela Verdade? Está a par da perigosa desinformação que tem vindo a publicitar por todas as vias de informação possíveis?”, são algumas das questões levantadas nas cartas que começaram a chegar à Ordem e que levaram à abertura do processo.

Em resposta ao Observador, Joaquim Sá Couto, um dos médicos que faz parte do movimento, diz não ter conhecimento do processo aberto pela Ordem dos Médicos, mas vê-o com bons olhos. “Se há um inquérito, não sabia, mas vejo isso como extremamente positivo no sentido de haver um escrutínio daquilo que as pessoas dizem e fazem“, explica o cirurgião geral, mantendo, ainda assim, alguma distância: diz que não tem “acompanhado de tão próximo” tudo o que o movimento tem defendido e, por isso, não pode dizer se apoia “todas as coisas que fazem ou dizem”.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.