Se a análise das palavras do ano nos meios de comunicação social portugueses se tivesse resumido ao mês de dezembro, “Sócrates” lideraria a lista dos vocábulos mais utilizados em 2014. Mas o primeiro lugar deste estudo conduzido pela Cision, uma empresa de software, pesquisa e análise de media, vai mesmo para a palavra “euros”, referida 618.527 vezes durante o ano que agora termina.

Além de “euros”, as palavras “Governo” (491.996 referências), “milhões” (451.389 referências), “mundial” – em grande parte devido ao Mundial de Futebol do Brasil – (321.803 referências) e “europa” (314.321 referências) foram as mais utilizadas.

No final deste ranking surge ainda a palavra “banco”, o que pode ser explicado, segundo uma nota enviada pela Cision às redações, pelo caso BES. Outras palavras mediáticas de 2014 foram: “futebol”, “saúde”, “política” e “Benfica”.

A análise temática revelou que o tema com mais destaque é o “futebol” e em 2º e 3º lugares a “saúde” e a “política”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Entre 21 de novembro – data da detenção do antigo primeiro-ministro – e 29 de dezembro, o nome de Sócrates apareceu mais de 40 mil vezes em artigos dos media portugueses, um aumento muito significativo em pouco tempo.

O estudo conduzido pela Cision analisou mais de sete milhões de artigos em mais de 2000 meios de comunicação social entre os dias 1 de janeiro e 29 de dezembro de 2014. Para esta análise, a empresa contabilizou cada programa de informação (o Telejornal da RTP, o Jornal das 8 da TVI, o Jornal da Noite da SIC e programas de debate como o Prós e Contras, por exemplo) como um meio de comunicação. Na imprensa escrita, contabilizou, de forma independente, a edição em papel e o site de cada órgão de comunicação.