A morte do rei Abdullah da Arábia Saudita motivou uma visita de Barack Obama ao país para conhecer o sucessor, Salman bin Abdulaziz. Mas as atenções do encontro desta terça-feira viraram-se para Michelle Obama – a mulher do presidente norte-americano. Tudo porque Michelle optou por não usar o lenço na cabeça, uma regra obrigatória para as mulheres daquele país, em que muitas usam mesmo o véu completo.

A cabeça “ousada” de Michelle motivou várias reações nas redes sociais. Segundo o Washington Post, foram colocados mais de 1.500 tweets no Twitter, na terça-feira, com a hashtag #michelle_obama_notveiled. De um lado, os que apoiam a decisão. Referem que a norma não se aplica a visitantes estrangeiros e, portanto, Michelle exerceu a sua “liberdade”. Outros veem a atitude de Michelle como um grito pela igualdade das mulheres:

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Mas também há aqueles que consideram a atitude da primeira-dama um “desrespeito” pela cultura do país:

E há ainda aqueles que recordam outros casos em que Michelle Obama optou por respeitar a norma do lenço a cobrir o cabelo e parte do rosto. Este tweet diz respeito a uma visita do casal Obama à Indonésia, país igualmente muçulmano, em 2010.

https://twitter.com/Riyadh_K_S_A/status/560126646166900736

O Telegrah salienta que Michelle Obama não foi a única mulher a prescindir do véu numa visita de Estado à Arábia Saudita. Dão o exemplo da ex-secretária de Estado norte-americana Condolezza Rice, em 2008; de Hillary Clinton na mesma função em 2012 ou da primeira-dama Lara Bush, em 2007. Como o Washington Post refere, a televisão estatal da Arábia Saudita não censurou as imagens e mostrou Michelle ao lado de Obama, tal como estava.