O número de pessoas viciadas em jogo está a aumentar em Espanha, acreditam os especialistas, que creem igualmente que o perfil do apostador se tem vindo a alterar nos últimos anos, sobretudo desde que entrou em vigor a regulação do jogo online, que levou a que o jogador atual seja mais jovem do que nunca. Em Portugal, a lei do jogo na internet começa a ser eficaz a partir de 28 de junho.

Para já, em Espanha ainda não existe nenhum estudo oficial sobre os jogadores patológicos nem sobre o impacto que o jogo online teve nas estatísticas de apostas. Tal trabalho, conta o El País, deverá estar pronto no fim do ano. Alguns especialistas ouvidos pelo jornal afirmam, no entanto, que cerca de 3% da população está em risco de ter um problema com o jogo, algo que naquele país é considerado uma doença e é mesmo tratado em consultas de psicologia específicas e sessões de terapia de grupo.

O El País acompanhou uma reunião de um grupo de jogadores anónimos e concluiu que grande parte dos casos que ali aparecem são de pessoas com problemas de jogo online. Muitos deles, jovens. “Há sete anos, a maioria das pessoas que vinha pedir-nos ajuda tinha entre 28 e 35 anos. Agora esse perfil baixou para os 18 a 25 anos e muitos começaram ainda menores”, disse ao jornal Juan Lamas, diretor da Federação Espanhola de Jogadores de Azar Reabilitados. Essa visão é confirmada por Jerónimo Sáiz, um psiquiatra madrileno responsável por uma unidade que se dedica exclusivamente a casos de jogo patológico.

“Estamos a começar a ver gente mais jovem com problemas com as apostas desportivas ou com o jogo online”, diz o médico, que alerta para a falta de “consciência social” da existência desta patologia. Em Espanha, diz, “o esforço de controlo e prevenção para ajudar as pessoas (…), especialmente na adolescência e juventude, é completamente insuficiente”.

O jogo online em Espanha foi regularizado em junho de 2012 e bastaram seis meses para que o número de jogadores tivesse aumentado de 195 mil para um milhão. No final desse ano, também o valor gasto em apostas tinha duplicado: se em junho os jogadores tinham apostado 262 milhões de euros, em novembro esse valor já era de 461 milhões.

Se, por um lado, o país vizinho ainda não tem dados oficiais que permitam estabelecer uma relação direta entre o jogo online e a idade cada vez mais baixa dos apostadores, por outro o governo de Rajoy prepara-se para criar mais legislação relativamente a este mercado, especialmente no que respeita à publicidade a estas apostas, abundante por toda a internet.