A Organização Mundial de Saúde (OMS) anunciou esta quinta-feira que a Libéria, recentemente atingida pelo Ébola, está livre do vírus, 42 dias depois do último caso confirmado ter passado o segundo teste negativo.

“A OMS declara a Libéria livre da transmissão do vírus Ébola na população humana”, disse a agência de saúde da ONU em comunicado. A OMS já tinha declarado a Libéria livre do vírus em maio, mas o vírus altamente mortal ressurgiu no país seis semanas mais tarde. A última doente de Ébola na Serra Leoa tratada com sucesso no país saiu do hospital no dia 24 de agosto.

A OMS declara um país livre de Ébola 42 dias – duas vezes a duração máxima do período de incubação – após o último caso conhecido da febre hemorrágica.

A epidemia de Ébola que afetou a África Ocidental é a mais grave desde a identificação do vírus, em 1976. Desde o final de 2013 causou cerca de 11.300 mortos entre um pouco mais de 28.000 infetados, na sua quase totalidade na Guiné-Conacri, Serra Leoa e Libéria, segundo a OMS.