As novas regras de aprovação dos Vistos Gold, e a falta de funcionários, estão a provocar o caos no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), avança o Diário de Notícias.

Estima-se que o valor de investimento não efectuado no país ronde os três mil milhões de euros devido às novas regras para as autorizações de residência especiais ( vistos gold). De acordo com o jornal, estarão mais de sete mil pedidos pendentes no SEF. Destes sete mil, diz o DN, a maior parte enquadra-se nos negócios de imobiliário e cada um vale pelo menos 500 mil euros.

As alterações estão a influenciar outros processos, como as autorizações de residência normais e renovações. Em Lisboa e Alverca, por exemplo, há casos que estão a ser marcados para daqui a seis meses.

A falta de funcionários e procedimentos mais burocratizados serão as principais causas.