Pelo menos 21 pessoas morreram, esta madrugada, na sequência de um incêndio num hospital psiquiátrico na região de Voronezh, no sudoeste da Rússia, informou a agência RIA Novosti.

“Dezanove corpos foram retirados do local do incêndio e duas pessoas sucumbiram aos ferimentos no hospital. Duas outras encontram-se desaparecidas”, disse uma fonte do centro regional do Ministério de Emergências à agência noticiosa oficial da Rússia.

O edifício, feito de madeira, foi destruído pelas chamas, segundo a mesma fonte.

O incêndio, na aldeia de Alferovka, levou à retirada de pelo menos 57 pessoas foram retiradas, das quais 22 foram hospitalizadas devido a queimaduras e à inalação de fumo.

Os bombeiros impediram que as chamas se alastrassem ao edifício contíguo ao centro psiquiátrico, segundo um porta-voz à agência TASS.

Desconhecem-se, de momento, as causas do incêndio.