Projeções: só numa sondagem Marcelo arriscava segunda volta

Marcelo Rebelo de Sousa ganhava à 1ª volta apenas em duas das três projeções. A surpresa da noite era Marisa Matias, que ultrapassava Maria de Belém em todas as projeções.

i

Miguel Pereira/Global Imagens

Miguel Pereira/Global Imagens

Só uma sondagem à boca das urnas, a da Universidade Católica para a RTP, RDP, Diário de Notícias e Jornal de Notícias, dizia que Marcelo Rebelo de Sousa arriscava uma segunda volta. De acordo com esta projeção, Marcelo recolherá de 49 a 54% dos votos, o que, a acontecer a margem mínima, o obrigaria a um duelo na segunda volta com Sampaio da Nóvoa, que aparecia com 22 a 25% das intenções de voto.

De resto, nas restantes duas projeções, a da Eurosondagem (SIC e Expresso) e a da Intercampus (TVI, Público e TSF) diziam que Marcelo Rebelo de Sousa vencia à primeira volta as eleições e era o novo Presidente da República de Portugal. Na primeira, Sampaio da Nóvoa estava a 29.2 pontos percentuais abaixo de Marcelo, enquanto a sondagem da Intercampus separava-os por 32.7 pontos percentuais.

A surpresa da noite era já Marisa Matias. A candidata à presidência da República apoiada pelo Bloco de Esquerda conseguia estar à frente de Maria de Belém em todas as projeções. Belém, aliás, surgia com a mesta intenção de votos que Edgar Silva na sondagem da Católica.

De acordo com os dados das três sondagens, Marisa conseguiria recolher entre 11 e 12.4% dos votos, enquanto as projeções apontavam que Belém tivesse entre 4.8 e 5.9% dos votos.

Recomendamos

Populares

Últimas

A página está a demorar muito tempo.