Dia 2 de fevereiro é o Dia da Marmota, celebrado há cerca de 131 anos. Um dia que faz com que muitos fiquem atentos a um pequeno povoado, Punxsutawney, na Pensilvânia, Estados Unidos da América. Neste dia, numa tradição que Punxsutawney faz questão de preservar e divulgar, Phil, a marmota mais famosa, sai da sua hibernação para (supostamente) fazer a previsão do tempo. E já se sabe como vai ser este ano: vêm aí mais 6 semanas de inverno. É que Phil voltou para a toca em vez de ficar a aproveitar o ar livre.

Punxsutawney tornou-se ainda mais conhecida depois do filme protagonizado por Bill Murray, “Groundhog Day”, que retrata um homem que conseguiu fugir à obrigação de viver o dia 2 de fevereiro uma, outra e outra vez, quando o resto da humanidade não o conseguia evitar.

Danny Rubin, o homem que prendeu Bill Murray no Dia da Marmota

E este aqui em baixo é Phil. Segundo o site do evento, tem 131 anos e continua “jovem e vigoroso” porque beberá uma poção da juventude eterna. Esta poção é-lhe dada no verão e aumenta a sua esperança média de vida em mais sete anos. Se pretende saber qual a receita, esqueça. É secreta. Segundo descreve o site, os próprios cientistas afirmam que as marmotas só vivem entre seis e oito anos. Por isso Phil, é um bicho especial. Ou, na verdade, haverá vários Phil.

A verdade: porque é que as marmotas (como o Phil) saem da toca

Sexo. Esta é a verdadeira razão pela qual as marmotas saem da toca: procurar uma parceira. As marmotas, como o Phil, não têm nenhum interesse em adivinhar o futuro invernoso ou primaveril da cidade. Querem, apenas, descobrir uma parceira. Esse é o único motor que os impulsiona a sair da hibernação, explicou Zervanos, um biólogo, à National Geographic.

“Esta é a altura em que o machos saem da sua toca para procurar fêmeas. As fêmeas acordam cerca de sete dias depois dos machos e ficam perto das suas próprias tocas, ou mesmo dentro delas”, explicou Zervanos. Os machos, como acordam antes, tentam localizar as tocas das suas potenciais parceiras e, assim que as encontram e escolhem “entra nos esconderijos e hibernam durante mais uns tempos.” É por volta de março que o amor entre o casal de marmotas depois se concretiza.

Em Punxsutawney nem sequer existem marmotas a viver no seu habitat natural. Segundo a Nacional Geographic, Phil (ou os vários Phil’s, melhor dizendo) vivem numa toca artificial.

Fique a saber que Phil não é especial só pela sua (suposta) idade e, claro, por prever o tempo (ainda que o bicho há mais de 30 anos se engane no prognóstico). Em Punxsutawney acredita-se que Phil sussurra ao ouvido dos membros do Círculo Interno. A verdade é que as marmotas soltam ruídos, mas apenas quando estão alarmadas com algo ou quando querem ‘namoriscar’ com uma parceira.

Apesar de Phil continuar a errar nas previsões, a Pensilvânia continua a manter a sua tradição, com união e festa.

Saiba que o Phil conta até com uma conta do Twitter e, inclusive, já se manifestou quanto ao “seu dia”:

“Bem… o meu trabalho está feito. Vou voltar para a minha cama… é demasiado cedo. #mais6semanas #diadamarmota”

Mas parece que já nem todos acreditam na tradição. Veja algumas das reações:

https://twitter.com/jnsanchez/status/827138591981711360

https://twitter.com/watts_professor/status/826637204285952001