O inquérito ao incêndio no parque de estacionamento do Festival Andanças, em Castelo de Vide, ocorrido em agosto passado, foi arquivado pelo Ministério Público.

A Procuradoria Geral da República, em comunicado, informou que o Ministério Público não encontrou indícios que tivesse existido intenção em deflagrar fogo no parque de estacionamento do festival, do qual resultou a destruição de mais de 400 carros.

Depois de “realizadas todas as diligências, não foi possível apurar quaisquer indícios que permitissem concluir que o fogo tivesse sido ateado de forma deliberada ou intencional”, pode ler-se no comunicado divulgado.

Durante a investigação, a Procuradoria Geral da República informou também que não foi possível obter informações que nem dados que mostrassem “eventual responsabilidade negligente de alguém”.

Recorde-se que a 3 de agosto do ano passado um incêndio destruiu mais de 400 carros que estavam estacionados no parque de estacionamento do Festival Andanças. Não houve feridos a registar do incidente.