Angola

Angola. Autoridades apreenderam mais de 21 quilos de marfim em três meses

Foram apreendidos mais de 21 quilos de marfim, no valor de 60 mil euros. Os três cidadãos são acusados do crime de associação criminosa, agressão ao ambiente e contrabando, foram já entregues ao MP.

NARONG SANGNAK/EPA

O Serviço de Investigação Criminal (SIC) apreendeu, entre agosto e outubro de 2017, mais de 21 quilogramas de marfim trabalhado e não trabalhado, correspondente ao valor de 74.048 dólares (60 mil euros), na posse de angolanos e chineses.

A informação foi divulgada esta quarta-feira em Luanda, em comunicado, pelo Ministério do Ambiente de Angola, fiel depositário do produto apreendido, que salienta ainda que foram detidos, no período em referência, dois cidadãos de nacionalidade chinesa e um angolano.

Estes processos, em que os três cidadãos são acusados do crime de associação criminosa, agressão ao ambiente e contrabando, foram já entregues ao Ministério Público. A nota refere ainda que em posse do cidadão angolano foram encontrados 13,25 quilogramas de marfim, designadamente um dente de elefante, com o valor de 46.375 dólares (38 mil euros).

Num outro caso, foram detidos dois cidadãos chineses quando tentavam exportar a partir do porto de Luanda 5,45 quilogramas de marfim não trabalhado e 2,58 quilogramas de marfim trabalhado, em escultura humana.

De acordo com o documento, ainda em posse dos chineses foram apreendidas 0,73 quilogramas de escama de Pangolim (o único animal mamífero totalmente coberto de escamas), produto que na China e no Vietname são vendidos ao preço de 200 dólares por quilograma.

O inventário dos meios apreendidos foi coordenado pelo grupo de autoridades da Convenção sobre Comércio Internacional de Espécies Ameaçadas da Fauna e da Flora (CITES) do Ministério do Ambiente angolano.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
História

Angola é nossa! /premium

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
301

Angola é nossa porque é da nossa língua, como nossa é também porque, na sua imensa maioria, é católica.

Eutanásia

Carta aos deputados do PSD sobre a eutanásia

Sofia Galvão

Os partidos não pediram um mandato aos eleitores em 2015 para alterar o statu quo no que diz respeito à eutanásia. Também por essa razão, os deputados do PSD têm a obrigação de votar contra.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

Detalhes da assinatura

Acesso ilimitado a todos os artigos do Observador, na Web e nas Apps, até três dispositivos.

E tenha acesso a

  • Assinatura - Aceda aos dados da sua assinatura
  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Inicie a sessão

Ou registe-se

Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)