Califórnia

Incêndios na Califórnia. O momento em que um pai conforta a filha, cantando, enquanto fogem das chamas

145

Enquanto tentavam deixar a cidade de Paradise, numa estrada rodeada por fogo, Joe Allen confortava a filha, assegurando que ia "ficar tudo bem". Os dois conseguiram sair em segurança.

Getty Images

No último balanço dos incêndios que desde quinta-feira atingem a Califórnia, nos Estados Unidos, os números dão conta de 31 mortos e mais de 200 pessoas desaparecidas, naquele que é um dos três maiores incêndios a atingir este estado norte-americano e o mais destrutivo de que há registo. Nas estradas, são milhares os habitantes das regiões mais afetadas que tentam fugir às chamas. Um deles foi Joe Allen que, enquanto tentava deixar a cidade de Paradise, numa estrada rodeada por fogo, tinha a filha de três anos ao seu lado para acalmar. E captou tudo em vídeo.

“Há muito fogo. Vamos ser apanhados pelas chamas”, dizia a filha enquanto o carro passava pelas chamas. Muito perto, ouviam-se também várias sirenes de emergência e o caos do trânsito na estrada. Mas, o pai tranquilizava-a: “Ei, adivinha só? Não nos vamos queimar, ok? Vamos fugir dele [do fogo] e vamos ficar bem”, assegurou. De seguida, houve um breve momento em que Joe Allen cantou para a filha, em mais uma tentativa de a acalmar: “Baby, it will be alright” (em português, “Querida, vai ficar tudo bem”).

No final, pai e filha conseguiram passar pelas chamas em segurança e Joe Allen garantiu à filha que tinha ficado tudo bem. “Conseguimos!”, disse. O vídeo foi publicado no Facebook pela esposa de Allen, Whitney. “Estes somos nós a deixar Paradise há pouco menos de uma hora”, explicava na publicação, acrescentando que há uma grande probabilidade de não voltarem a casa, “e muitos outros também não o vão fazer”. A família dividiu-se em dois veículos: Whitney levava consigo a filha de oito meses, Jordan, enquanto Joe levava Olivia.

[Veja no vídeo o cenário de devastação na Califórnia]

Em declarações à KTVU, Whitney Allen sublinhou que o treino militar de Joe foi essencial para manter a calma em momentos sob pressão. “Claro que ele estava preocupado”, afirmou, acrescentando que a determinado momento, pensavam “que não iam conseguir” escapar à violência do fogo.

O incêndio na Califórnia está a consumir quase 324 mil metros quadrados de área florestal por minuto, indica o último relatório do Departamento de Florestação e Proteção Contra Incêndios da Califórnia. Dos 31 mortos contabilizados até agora na Califórnia, 29 foram descobertos em Paradise — onde arderam mais de seis mil habitações — e os outros dois na cidade de Malibu. No total, o incêndio já obrigou cerca de 250 mil pessoas a abandonarem as suas casas.

Donald Trump culpou as autoridades por “absoluta má gestão” e disse que não havia motivo para “estes massivos, mortais e onerosos” incêndios. O presidente dos Estados Unidos afirmou ainda solidariedade com todos os envolvidos. “Os nossos corações estão com aqueles que combatem os fogos (…) e com as famílias”, escreveu no Twitter.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)