Antes de descolar rumo a Cardiff, o antigo futebolista do FC Nantes Emiliano Sala, que está desaparecido desde que, esta segunda-feira, o avião em que seguia deixou de aparecer nos radares, enviou uma mensagem de voz a um grupo de amigos no WhatsApp na qual revelou a sua preocupação com o estado da aeronave em que acabava de embarcar.

“Olá, maninhos, como estão? (…) Estou aqui no avião, que parece que está a cair aos pedaços. Vou para Cardiff, amanhã já arrancamos. À tarde arrancamos para treinar, rapazes, na minha nova equipa”, dizia Sala.

“Vamos ver o que se passa. Como andam, maninhos, tudo bem? Se numa hora e meia não tiverem novidades minhas, não sei se vão enviar alguém para me procurar porque não me encontram, mas já sabem… Que medo que tenho!”

Ouça aqui a mensagem áudio, que foi divulgada esta terça-feira pelo jornal desportivo argentino Olé.

Sala seguia num avião privado rumo a Cardiff, no País de Gales, onde iria começar a treinar no Cardiff City, clube da Premier League com o qual tinha assinado recentemente.

O avião, que devia ter aterrado pelas 22h locais de segunda-feira, deixou de contactar com a torre de controlo por volta das 20h. A partir dessa altura, foram destacadas as equipas de busca e salvamento para tentar localizar o avião.

Emiliano Sala nasceu na Argentina e destacou-se na liga francesa — onde foi treinado por Sérgio Conceição no Nantes — antes de receber a proposta para seguir para Inglaterra. Antes, passou por Portugal, tendo feito um jogo pelo Crato, nas distritais de Portalegre.