Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A Glovo, que gere uma aplicação para smartphones de entrega de produtos e comida, criou uma linha telefónica para pedidos de mercearias e parafarmácias. O objetivo deste novo contacto para se poder utilizar o serviços da plataforma espanhola é “apoiar sobretudo da população sénior e outras camadas mais vulneráveis”, diz a empresa em comunicado. Por causa disso, há um senão: o número só pode ser utilizado por quem não tem uma conta Glovo.

Ao contrário da app, que está disponível 24h sendo os estabelecimentos a definirem os horários, a linha telefónica vai estar acessível todos os dias “entre as 11h e as 17h”. Podem ser feitos “pedidos, até 50 euros e, no máximo até 9 quilos”. Todas as encomendas “devem ser pagas em dinheiro” e a Glovo deixa a recomendação para se “preparar um envelope com a quantia certa para entregar aos estafetas” antes da chegada do pedido. O contacto desta nova é linha é o 21 145 16 10.

A Glovo cria esta linha direta sobretudo para dar apoio aos seniores, uma população mais fragilizada e que, desta forma, tem um meio de acesso facilitado aos bens primordiais como mercearias e parafarmácia, bastando apenas marcar o número de telefone indicado e fazer o seu pedido oralmente”, diz Ricardo Batista, diretor da Glovo em Portugal.

Das viagens às refeições grátis: apps de transporte ajudam profissionais de saúde e voluntários

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Pedro Santos, diretor de comércio eletrónico da Sonae MC, que, através do Continente e da Well’s, garante as vendas à distância pela Glovo, afirma: “Esta é mais uma oportunidade para fazer com que os produtos cheguem rapidamente a casa dos clientes”. Além de produtos de marcas da Sonae MC, a Glovo tem parcerias com outras mercearias e parafarmácias.

Desde o início da pandemia que empresas de serviços de entrega têm diferenciado o modelo de negócio e apresentado novas formas de entrega. Desde vouchers para ajudar voluntários entregues pela Bolt, passando por apoio de entrega de bens pela Free Now (e Kapten), até à parceria com os CTT da Uber (que integra a Uber Eats), estes negócios têm lançado novos produtos para chegar a uma maior camada da população.

Motoristas da Uber vão poder entregar compras em casa e Uber Eats vai incluir lojas de conveniência

A Glovo foi fundada em Barcelona, em 2015. Em 2017, chegou a Portugal. Atualmente, a aplicação está presente em 34 cidades: Amadora, em Almada, Aveiro, Barreiro, Braga, Cascais, Coimbra, na Covilhã, em Ermesinde, Évora, Faro, no Funchal, em Guimarães, Lisboa, Leiria, Loures, Maia, Marinha Grande, Matosinhos, Odivelas, Oeiras, no Porto, em Ponta Delgada, Póvoa de Varzim, Queluz, Rio Tinto, Seixal, Setúbal, Sintra, Torres Vedras, Viana do Castelo, Vila Nova de Gaia, Vila Real e Viseu.