Peter Green, guitarrista e fundador da banda de rock Fleetwood Mac, morreu este sábado, aos 73 anos, disse um escritório de advogados que representa a sua família. O músico esteve poucos anos na banda, mas teve uma importância fulcral no rock britânico, tendo contribuído decisivamente para os primeiros álbuns do grupo e sendo considerado um dos grandes guitarristas do género. Em 1998, entrou inclusivamente para a galeria de notáveis do Rock and Roll Hall of Fame.

“É com pesar que a família de Peter Green anuncia a sua morte, este fim-de-semana, pacificamente, enquanto dormia”, diz um comunicado, em que se adianta que nos próximos dias haverá mais informações.

Nascido no bairro londrino de Bethnal Green, numa família judaica, em 29 de outubro de 1946, Green fundou a banda Fleetwood Mac com o baterista Mick Fleetwood, o guitarrista Jeremy Spencer e o baixista John McVic.

Green abandonou a banda, que chegou a vender mais de 120 milhões de álbuns em todo o mundo, quando se viu afetado por uma doença mental, tendo sido diagnosticado com esquizofrenia.

Peter Green

@ Michael Putland/Getty Images

O músico foi um dos mais respeitados guitarristas da sua geração e lançou vários álbuns a solo e outros com alguns membros da banda que ajudou a formar.

O seu último trabalho de estúdio foi Say You Will, editado em 2003.